A Uber, responsável pelo serviço de TVDE (transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados) e pela app de entrega de comida Uber Eats, abriu uma nova sede em Portugal. De acordo com a empresa, o novo “hub da Uber e a sede de operações” representam um investimento de “mais de 90 milhões de euros”.

Ao todo, a Uber diz que já criou “400 empregos diretos” e tem “perspetivas de recrutar 200 colaboradores adicionais até ao final de 2021”. Em Portugal, esta nova sede junta pessoas de “28 países com mais de 10 áreas de especialização” e o novo hub da Uber vai ainda “oferecer suporte” para um total de nove países europeus: França, Espanha, Portugal, Itália, Grécia, Israel, Turquia, Alemanha e Croácia.

Hoje queremos reforçar o nosso compromisso para com Portugal e a vontade de continuar a investir neste país. Já fizemos um investimento de 60 milhões de euros e pretendemos investir mais 30 milhões nos próximos quatro anos”, refere Régis Haslé, diretor sénior de operações de cliente para a Europa, Médio Oriente e África da Uber.

A nova sede da Uber em Portugal tem como objetivo, entre outras atividades, prestar “conhecimento e apoio ao cliente complexo – como é o caso, por exemplo, do apoio prestado pelas equipas de fraude ou de resposta a incidentes e de segurança da Uber”, explica a empresa. Além disso, é nestes novos escritórios que será feito “o desenvolvimento de processos e produtos para a região” de forma a melhorar “a experiência de utilizadores, motoristas, parceiros de entrega, restaurantes, retalhistas e outros parceiros de negócio”.

Um dos espaços do novo escritório da Uber em Lisboa

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Manuel Pina, diretor geral da Uber em Portugal, diz que “a história da Uber com os portugueses tem sido uma história de sucesso”. “Hoje somos muito mais do que apenas uma aplicação de viagens”, adianta o responsável da empresa em Portugal dizendo também que a Uber vai continuar “a investir no país criando emprego e oportunidades”.

A Uber chegou a Portugal em 2014. Atualmente, a plataforma de motoristas da empresa chega a “praticamente todo o território português” e o serviço de entrega de comida Uber Eats já “cobre mais de 75% do território português”.