Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Semana Temática do JNcQUOI

Avenida da Liberdade, 182-184. Segunda a domingo 12h às 24h.

Para embarcar numa viagem gastronómica: não são novidade para ninguém estas parcerias de tachos e panelas do JNcQUOI com outros restaurantes do país que culminam na suas semanas temáticas. Até dia 26 de outubro decorre mais uma, a semana em que o restaurante da Avenida da Liberdade recebe os pratos mais icónicos de Vasco Gallego, da Pousada Vale do Gaio, em Torrão no Alentejo. E, de repente, naquele cenário requintado a que o JNcQUOI já tem habituado a sua clientela, pode imaginar estar sentado à mesa junto da mítica barragem bucólica do Alentejo onde se ergue a pousada. Esse pedaço de Alentejo tradicional entrosado com uma cozinha contemporânea vem para a mesa sob a forma de um menu exclusivo de seis opções como o tártaro de salmão com sabajone de soja e wasabi (17 euros), a já conhecida patanisca de nada com salmão fumado e nata azeda (21 euros) ou as molejas de cordeiro salteadas com alcaparras (16 euros), isto como entradas. Os pratos principais puxam pela tradição com o bacalhau confitado em azeite e alho com lombardo (31 euros) ou a galinha cerejada com batata frita à rodela (28 euros) — para rematar há tarte de amêndoa com caramelo (9 euros). O menu está disponível todos os dias entre as 12h e as 24h, sendo que para garantir lugar a reserva é recomendada.

JNcQUOI Avenida

Nesta semana temática no JNcQuoi, os pratos principais puxam pela tradição com o bacalhau confitado em azeite e alho com lombardo

“Diário da Peste” no Youtube do D. Maria II

Canal de YouTube do Teatro D. Maria II. A partir de 23 de outubro.

Para ir ao teatro sem sair do sofá: a partir de textos de Gonçalo M. Tavares, Isabel Abreu desenvolveu “Diário da Peste”, um projeto sobre o isolamento e para ver em casa. Em jeito de um episódio por dia, já a partir deste sábado, 23, “Diário da Peste” vai sendo disponibilizado gratuitamente no canal de Youtube do Teatro Nacional D. Maria II  de segunda a domingo às 21h. ​O escritor português começou a escrever na pandemia sobre a incerteza do futuro que assolou os dias confinados, uma espécie de crónica-diário, e durante dez semanas, a atriz Isabel Abreu fez eco das palavras do escritor, a partir de sua casa, onde lia os textos à medida que filmava o seu dia a dia em isolamento. O último episódio fica disponível a 31 de dezembro, marcando o final do ano e a viragem para 2022.

diário da peste- isabel abreu

O escritor português começou a escrever na pandemia sobre a incerteza do futuro que assolou os dias confinados

Novos cocktails do Mini Bar – Bairro do Avillez

Rua Nova da Trindade, 18, Lisboa. Segunda a domingo 19h às 01h. 21 130 53 93.

Para finais de tarde a levantar o copo: o bar gastronómico do chef José Avillez, o Mini Bar, agora fica dentro do Bairro do Avillez, junto ao Teatro da Trindade, e traz novidades para entrar na nova estação com o pé direito e de copo na mão. A carta de cocktails apresenta várias especialidades para “animar ainda mais as noites quentes e festivas do bar”, dizem de antemão, todos os dias a partir das 19h. Entre os novos cocktails de autor está, por exemplo, o Burlesque, um cocktails digestivo que faz a ponte entre o brandy português e o rum cubano, o Miss Saigon, uma alternativa à Margarita com um tom muito frutado e herbal, o Expressotini, um after dinner que combina vodka, café e licor de café, ou o Cuban Cabaret, que junta rum e um aperitivo italiano por excelência, finalizado com champanhe. E se o cocktail cai bem sozinho, vai melhor ainda com música ao vivo, todas as quintas a partir das 22h30, e com DJ às sextas e sábados a partir das 22h.

MiniBar - jose avillez

O cocktail Miss Saigon é umas das novidades a provar nesta rentrée na carta de cocktails do Mini Bar do Bairro do Avillez

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Novidades Brigadeiro Gourmet Lx

Quiosque Oeiras Parque. Encomendas na Loja online.

Para começar a dizer “Doce ou Travessura?”: a marca de brigadeiros lançada por Roberta Medina, a Brigadeiro Gourmet Lx, está habitualmente em cima das efemérides, desta vez, dedicou-se à produção de brigadeiros e bolos especiais para os que gostam de festejar o Halloween com afinco. As já conhecidas caixas de brigadeiros são o produto base e agora vêm decorados com motivos do Dia das Bruxas, disponíveis em caixas de quatro, seis, 12, 24 ou 50 unidades. Além disso, há bolos temáticos como o bolo tradicional com olhos assustadores, um bolo de manteiga, com brigadeiro tradicional finalizado com brigadeiro amargo, e o bolo teia de aranha, que é uma novidade ao trazer um red velvet à ementa. E, claro, o clássico bolo vulcão, que chega agora decorado de morcegos e motivos desta data festiva. Os bolos variam entre os 40 e 50 euros, enquanto que as caixas de brigadeiros vão dos 6,40 euros (4 brigadeiros) aos 78,20 (50 brigadeiros). As encomendas podem ser feitas na loja online e, a partir de 29 de outubro, a Brigadeiro Gourmet terá o seu primeiro espaço físico, um quiosque no Oeiras Parque, que serve de ponto de venda para comer no local ou para recolha de encomendas.

Brigadeiro Gourmet Lx

As caixas de brigadeiros também são temáticas

“Coleção Outono/Inverno: Artistas plásticos | Lojas com História”

Vários locais em Lisboa.

Para ir ver as montras: nem todas as montras têm de incentivar ao consumismo desenfreado, e há uma série delas em Lisboa, que pertencem ao programa Lojas com História, que recebem agora a chamada “Coleção Outono/Inverno”, uma iniciativa da EGEAC que leva a arte contemporânea de artistas plásticos portugueses à montra dessas lojas. A primeira parte do projeto já tinha acontecido, com a “Coleção Primavera/Verão”, e agora chega a edição atualizada com a entrada na nova estação que pode ser vista até 15 de novembro. Cada um dos artistas, mais consagrado ou emergente, criou uma instalação para estar exposta nestas vitrines ao longo de um mês, assumindo que cada uma delas tem uma diferente abordagem no campo das artes visuais. A EGEAC criou assim um percurso entre o Rossio e o Chiado — que fica à mercê de cada um — que pretende não só dar a conhecer o material artístico destes artistas, como também dar um incentivo ao comércio local. Na Livraria Trindade há uma obra de Sara Chang Yan, e pouco depois, n’A Carioca é a artista Ana Pérez-Quiroga a assinar a montra. Na Ourivesaria Sarmento, a artista Isabel Cordovil deixa marca, enquanto Vasco Araújo criou uma instalação para a Barbearia Oliveira – Barbearia Moderna, e na Ginjinha sem Rival, o responsável das artes foi Francisco Vidal. O percurso completo pode ser descoberto aqui.

Coleção Outono-Inverno

Francisco Vidal é quem assina a obra que está na Ginjinha sem Rival ©EGEAC

“Afternoon Tea and Spa” no The Oitavos

Rua de Oitavos, Cascais. Todos os dias entre as 15h e as 19h. Reserva: 214 829 050/ thespa@theoitavos.com.

Para a chegada dos dias frios: o hotel The Oitavos, na Quinta da Marinha, quer que a premissa base de quem por ali entra seja relaxar em todos os sentidos e, por isso, tem agora um programa para as tardes de outono que pedem aconchego, aquele que só um cházinho e uma massagem podem dar. A nova experiência “Afternoon Tea and Spa” combina uma massagem e um circuito de balneoterapia, com um lanche preparado pelo chef pasteleiro Joaquim de Sousa. O primeiro momento deste programa consiste numa massagem relaxante de corpo inteiro, durante 50 minutos, seguida de um circuito que inclui o acesso à piscina de jactos interior com água do mar, sauna e banho turco. Depois é então servido o Afternoon Tea com scones, pastéis de nata, bolo de arroz, areias de cascais, sandes mista e vegetal, acompanhado com compotas, manteigas, natas azedas, chá, leite, café ou chocolate quente. O programa individual fica por 80 euros e duplo por 140 euros.

Programa de outono do The oitavos

O programa começa com uma massagem e segue depois para o lanche

Hype Market

Avenida de Roma, 33 (entrada pela rua lateral ao Hotel – R. Infante D. Pedro – junto ao INEM), Lisboa. Sábado e domingo 10h às 19h. Entrada gratuita.

Para apostar nas marcas portuguesas: o Hype Market voltou à sua regularidade mensal e sábado e domingo regressa ao ao Hotel Roma para uma edição especial de apresentação das coleções de outono das marcas participantes. São 25 as etiquetas nacionais — entre roupa, acessórios, brinquedos e decoração — que vão estar presentes nesta edição que marca também a primeira já sem limitações ao número de visitantes, impostos anteriormente pela pandemia. Marcas como a Azine, Woman Trust, Indie Clothes, Glitter Bit, Tiaki, Krua, Friyay, Aqui Há Peça ou a Maria Concha vão estar presentes neste mercado, cuja entrada é gratuita.

Aqui Há Peça

A marca de cerâmica Aqui Há Peça vai estar presente no mercado

Capricciosa Grill

Passeio das Tágides 2.26.01, Lisboa. Segunda a domingo 12h às 15h30, 19h às 24h. 21 587 7559.

Para casar a carne com os vegetais: o grupo Capricciosa tem novidades e inaugurou esta semana o Capricciosa Grill, num novo restaurante no Parque das Nações, com um conceito que quer dar a volta às churrasqueiras tradicionais. Além da carne, que é elemento de destaque neste novo espaço, o restaurante deixa também brilhar os vegetais, tudo num pacto com o grelhador para servir refeições equilibradas. O novo restaurante fica no piso superior da renovada Capricciosa no bairro e tem uma carta variada que arranca com entradas como a burrata rufada com rúcula e mel (7 euros), o carpaccio de vitela com parmesão (7 euros) ou uma maçaroca grelhada (5 euros). O ponto central da ementa está no chamados “pratos no grill” que são escolhidos em três passos: primeiro a proteína na grelha (10 – 14 euros), depois os molhos e depois os dois acompanhamentos. Há picanha, hamburguer de vaca, frango especial, salmão, plumas de porco alentejano, salsicha toscana, tofu ou camarão tigre, tudo pronto para ir ao grelhado e ser acompanhado de coisas como batata doce assada, salada mexicana, legumes, arroz ou feijão.  No menu há também várias saladas, como a de legumes grelhados (12 euros) ou a de salmão fumado (13 euros). Para adoçar a boca no final pode vir para a mesa uma panna cotta de framboesa (4 euros) ou abacaxi grelhado com lúcia lima e sorvete de limão (3,50 euros).

Restaurante Capricciosa Grill

A carne é um dos elementos centrais da ementa, à base de grelhados

Alibi

Rua do Caldeireiros, 135 (Porto). Segunda a sábado, das 19h às 24h; sexta a segunda, das 12h30 às 15h30. Reservas: 91 718 8402. Preço médio: 35€/pessoa

Para comer pratos de autor longe da confusão: O Alibi instalou-se num edifício centenário numa das ruelas mais típicas da baixa portuense, que apesar de estar em pleno centro histórico consegue passar despercebido e estar longe da confusão. O espaço tem direito a uma sala com capacidade para 30 pessoas, uma esplanada interior com um jardim vertical e um jardim exterior com uma vista sobre a cidade digna de postal. Na cozinha manda o chef Bruno Ferreira e de lá saem combinações pouco óbvias, pratos para partilhar à mesa e ingredientes da época. Para começar peça um tártaro de novilho, uma tempura de polvo com molho sweet chili e teriaki, umas vieira glaceadas e caramelizadas em manteiga ou um creme de espargos brancos com azeite de trufas e amendoins caramelizados. Nos pratos principais destacam-se a carne maturada, o arroz de mar com vieiras, gambas e pargo ou o polvo assado em forno de carvão. Também há opções vegetarianas como o arroz cremoso de beterraba, alcachofra, cogumelos salteados, espargos verdes e amendoins caramelizados e se for fã de doces caia em tentação com a pêra cozida em açafrão e especiarias, a panacotta de café ou o fondant de chocolate negro com espuma de maracujá e sorvete de framboesa. Regue a refeição com a seleção de vinhos e cocktails da casa e caso esteja pelo Porto de passagem saiba que o restaurante tem uma guesthouse  com nove quartos.

Na cozinha manda o chef Bruno Ferreira e de lá saem combinações pouco óbvias, pratos para partilhar à mesa e ingredientes da época.

Caves Brusmester

Largo Ponto Luiz I (Porto). Segunda a domingo, das 10h às 13h; 14h às 19h. Reservas: 91 328 8994. Preço: dos 13€ aos 20€

Para conhecer a história do vinho do Porto: As caves de vinho do Porto da Burmester foram remodeladas durante o confinamento e o circuito de visitas ao público foi enriquecido com algumas novidades que integram o arquivo histórico da marca com quase três séculos de vida. Entre as novidades estão a criação de um mini museu composto por máquinas antigas utilizadas no processo de vinificação, incluindo a fase de engarramento e de rotulagem, onde os visitantes terão a oportunidade de conhecer os vários passos do processo e de descobrir os métodos aplicados na génese da produção do vinho do Porto. Uma nova área de exposição, baseada no arquivo histórico da Burmester, é agora também outro ponto de interesse. A mostra revela material único como correspondência, rótulos antigos, fotografias e vários documentos que testemunham a atividade da empresa nos últimos séculos. As caves oferecem ainda a possibilidade do público ver o balseiro mais antigo do grupo Sogevinus, um objeto de 1883 oferecido pelo pai de Henriqueta Guedes ao seu genro, Gustavo Burmester como dote de casamento, ou a oportunidade de passar pelos tonéis onde o vinho do Porto é envelhecido. Além da visita convencional, é possível agendar visitas privadas que dão acesso à garrafeira histórica, onde estão armazenados alguns dos mais carismáticos vinhos da marca, e também ao terraço, local privilegiado para a realização de provas.

As caves da Burmester reabriram ao público com novidades, onde a pega histórica da marca se faz notar

Mercado de cervejas e sidras artesanais

Praça da Batalha, 116 (Porto). Sábado, das 15h às 23h; domingo, das 14h às 21h. Preço do copo: 4€

Para os amantes de sidra e cerveja: Outubro continua a ser um mês dedicado à cerveja, com vários festivais dedicados à bebida preferida dos portugueses. Este fim de semana, o hotel Mercure Santa Catarina, no Porto, organiza a primeira edição do Artesanal Craft Beer & Sidra, um evento onde poderá conhecer produtores, fornecedores e entendidos na matéria ao mesmo tempo que experimentar várias marcas de sidra e cerveja, levando um ou várias garrafas para casa. Se São Pedro ajudar, aproveite para passear de copo na mão pelo jardim do hotel, com vista privilegiada sobre a cidade, petiscar receitas regionais e embalar a conversa entre amigos e famílias com a música de um Dj convidado.

Se é adepto de cervejas e sidras artesanais, saiba que durante dois dias poderá experimentar, comprar e falar com produtores nacionais

Reabertura do Teatro Nacional São João

Praça Batalha (Porto). Entrada gratuita. Reservas: 22 340 1900

Para voltar ao teatro e celebrar: depois da conclusão das obras de reabilitação, à boleia do seu centenário, o Teatro Nacional São João reabre ao público esta sexta-feira com uma programação especial e comemorativa. Pelas 18h, inaugura “10 Atos, 100 anos”, uma exposição gratuita que conta a história do edifício, destacando dez momentos marcantes, através de vários materiais e objetos. Às 19h arranca a conferência de abertura do colóquio internacional “Teatros Nacionais: missões, tensões e transformações”, uma iniciativa orientada pelo teatrólogo norte-americano Marvin Carlson, conhecido pela sua investigação à história do teatro ocidental. A partir das 22h pode contar com a estreia do novo palco com a pré-apresentação da nova produção próprio do São João “Lear”, de William Shakespeare. Com encenação de Nuno Cardoso, diretor artístico do teatro, e tradução de António M. Feijó, o elenco do espetáculo combina atores da companhia quase residente com outros que ali fizeram história. A peça estará em cena até 24 de outubro.

O Teatro Nacional S. João foi renovado e reabre ao público com uma exposição inédita, um colóquio internacional e uma estreia no palco

Mercado do Bom Sucesso

Praça do Bom Sucesso, 74 – 90 (Porto). Domingo a quinta, das 9h às 23h; sexta e sábado, das 8h às 00h

Para comer e beber num mercado renovado: prestes a completar 70 anos de vida, o Mercado do Bom Sucesso, classificado como Monumento de Interesse Público desde 2011, foi renovado e apresenta-se agora com algumas novidades. As esplanadas foram requalificadas com novo mobiliário, as bancas de restauração mudaram de decoração, há mais zonas para sentar, pontos de carregamento de baterias para telefones, tablets ou computadores e um novo palco para acolher eventos e sessões de showcooking. A segunda fase de intervenção vai ocupar o piso 1 para onde está pensado um restaurante de fine dining, até lá, entre os 40 negócios presentes, destacam-se as foccacias do Reitoria, os gelados da Neveiros, os jesuítas da Confeitaria Moura, os éclairs da Leitaria da Quinta do Paço ou os chocolates da Arcádia.

O Mercado do Bom Sucesso está renovado e em breve terá um restaurante de fine dining @Luís Ferraz

Visitas guiadas ao Coliseu do Porto

Rua Passos Manuel, 137 (Porto). Visitas aos sábados e domingos, às 11h e às 12h. Bilhetes: dos 5€ aos 12,50€

Para conhecer os segredos do Coliseu: no ano em que comemora o seu 80.º aniversário, o Coliseu do Porto inaugura visitas guiadas pelo edifício histórico da cidade. A iniciativa tem a mão da Porto Secret Spots, empresa responsável por promover visitas guiadas a locais improváveis e pouco conhecidos do Porto, como o arco da Ponte de Arrábida ou a cúpula do Pavilhão Rosa Mota. Descodificar brasões nas paredes, ver fotografias e cartazes de eventos antigos, espreitar os camarins, onde Bob Dylan ou Barack Obama já estiveram, subir ao palco ou assinar um livro de honra especial são alguns dos mimos que pode esperar. As visitas acontecem todos os fins de semana de manhã, sempre que a programação da sala permitir, e podem ser feitas para grupos até 13 pessoas, a partir dos quatro anos.

As visitas acontecem todos os fins de semana de manhã

Espaço Musa

Passeio das Virtudes, 28 (Porto). Segunda a quinta, das 16h às 00h; sexta-feira, das 18h às 00h, sábado e domingo, das 14h às 00h

Para brindar, lamber os dedos e dançar: depois de Lisboa, com moradas em Marvila e na Bica, a marca de cerveja Musa abre finalmente um espaço no Porto. O conceito nasceu há cinco anos e tem como base mudar a forma como bebemos e olhamos a cerveja, aliando-a ao convívio, à comida e à música. Situada mesmo em frente ao famoso Miradouro das Virtudes, a nova casa da Musa terá 15 torneiras a pingar cerveja, será palco para lançamento de novas referências da marca, sala de eventos ocasionais ou pista para um pé de dança ao fim do dia. Da cozinha vão sair petiscos gulosos dos chefs Cristiano Barata, João Baião e Ana Leoa, que criaram um meu para comer sem talheres e com um toque tipicamente português. Bifana do cachaço, sandes de bacalhau fresco, crispy de patanisca com algas, tártaro de carne arouquesa maturada, furikake com molho gema, espetada de frango, torresmo e molho de leitão ou espetada de polvo com romanesco e batata são apenas alguns exemplos do que pode provar. Para este primeiro fim de semana de portas abertas, a Musa das Virtudes promete ainda atuações de Ghetthoven x Mary Jou, sexta-feira, a partir das 18h, Supa + Cativo + Pacheco, no sábado, a partir das 16h, e Farofa + Simone, no domingo, a partir das 16h.

A sandes de bacalhau fresco é uma das protagonistas da carta do novo espaço Musa no Porto @Renato Cruz Santos

“Nunca mais é sábado” é uma rubrica que reúne as melhores sugestões para aproveitar o fim de semana.