Quem é, de onde vem e quanto ganha a nova equipa de Trump

Conheça, neste especial interativo, todos os elementos da equipa presidencial de Donald Trump, desde a administração aos colaboradores da Casa Branca. Polémicas não lhes faltam.

Se está a ler este artigo na nossa aplicação, por favor clique aqui para ver o interativo com todas as funcionalidades.

Com a tomada de posse de Donald Trump e Mike Pence, esta sexta-feira, como presidente e vice-presidente dos Estados Unidos da América, toda a administração norte-americana muda de mãos. São mais de três dezenas de secretários, conselheiros, diretores e administradores escolhidos por Donald Trump e que também vão iniciar funções nos diversos departamentos dos EUA e na Casa Branca. Ao longo dos últimos dois meses, multiplicaram-se os rumores e as polémicas sobre os escolhidos. Conheça aqui cada um dos membros da equipa de Trump.

A administração

Um secretário da Energia que em tempos quis abolir o cargo que hoje vai ocupar, um responsável pela proteção ambiental que defende as indústrias dos combustíveis fósseis e nega o aquecimento global, ou ainda um secretário de Estado, cargo mais alto da diplomacia americana, vindo diretamente do mundo empresarial, sem nenhuma experiência governativa. E, acima de tudo, muito dinheiro: nunca um governo norte-americano teve tantos milionários. A equipa que compõe a administração de Donald Trump é polémica em quase tudo.

São estes os escolhidos para os cargos governamentais, faltando apenas saber quem vai ocupar o cargo de secretário da Agricultura. Os membros da futura administração têm vindo a ser ouvidos pelo Senado, que tem de os confirmar antes de poderem iniciar funções.

Veja aqui quem são, de onde vêm e quanto ganham, passando o rato por cima da cara de cada um:

A Casa Branca

Além dos membros da Administração, Donald Trump conta com um conjunto de pessoas a ocupar cargos de conselheiros e assessores na Casa Branca. Estes, não estando responsáveis por departamentos federais, têm como função aconselhar o Presidente nos diversos campos de atuação e não têm de passar pelo crivo das audições no Senado. Também esta equipa não está isenta das suas polémicas. A principal prende-se com Jared Kushner, o genro de Trump que irá ocupar o cargo de conselheiro-sénior, o que pode ou não ser ilegal. É que a lei impede o presidente de nomear familiares para cargos públicos em agências federais e a equipa de Trump argumenta que a Casa Branca não é, em boa verdade, uma agência. Outra polémica está relacionada com Stephen Bannon, o estratega-chefe da Casa Branca, que tem um passado ligado à alt-right, movimento de extrema direita que tem ganhado força nos EUA nos últimos anos.

Conheça os membros do gabinete de Donald Trump aqui, passando com o rato na fotografia de cada um:

Os números

Depois de, com a administração de Obama, o governo norte-americano se ter aproximado da igualdade entre homens e mulheres e entre brancos e afroamericanos, a equipa de Trump volta a evidenciar a profunda desigualdade de género e de minorias, fazendo lembrar a distribuição da equipa de George W. Bush. Compare os números das equipas de Bush, Obama e Trump, nesta infografia:

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.