No passado dia 11 de setembro surgiu uma publicação no Facebook com uma imagem atribuída à Direção Geral da Saúde (DGS), onde se diz que o vírus não se propaga se a pessoa estiver sentada. Atingiu as 22,4 mil visualizações e as 318 partilhas. É, no entanto, uma publicação falsa. A imagem faz-se passar por um suposto folheto informativo da DGS, mas é uma imagem manipulada.

Imagem de Facebook manipulada

Esta imagem, difundida nas redes sociais, apesar de conter os logótipos da DGS, do Serviço Nacional de Saúde e da República Portuguesa, foi manipulada. Essa garantia foi dada na página oficial da DGS no passado dia 12 de setembro, um dia a seguir ao post ter surgido nas redes sociais.

Para desmentir a imagem, a DGS republicou uma publicação do Vost Portugal – Associação de Voluntários Digitais em Situações de Emergência (e associação de Proteção Civil registada), que denunciou a informação propagada. “Não sabemos quem aproveita para andar a falsificar mensagens da DGS. Se vires esta imagem a ser partilhada, denuncia a mesma: o seu conteúdo é falso e não teve origem naquela entidade”, lê-se no tweet.

Ou seja, ainda que a DGS recomende o uso de máscara, e sendo que o governo decretou ser obrigatório usá-la em vários espaços fechados, bem como nos transportes públicos, não é verdade que as autoridades de saúde tenham divulgado informação a sugerir que o vírus não se propaga caso a pessoa esteja sentada. Mesmo utilizando máscara, é sempre recomendável que continue a higienizar as mãos, a cumprir a etiqueta respiratória e a manter o distanciamento social.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Conclusão

Não é verdade que a Direção Geral de Saúde tenha afirmado que o novo coronavírus não se propaga caso as pessoas estejam sentadas. A própria autoridade de saúde desmentiu, através das suas redes sociais, a informação veiculada. O uso de máscara foi considerado obrigatório por parte do governo português em espaços fechados, bem como nos transportes públicos. Esta medida vem também associada à recomendação da higienização das mãos, distanciamento social  e o cumprimento da etiqueta respiratória.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

De acordo com o sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook.

IFCN Badge