Receitas

Mini pizzas calzoni fingidas

126

Antes de estranhar o título desta receita, saiba que não estamos a propôr comida de brincar mas sim a fazer uma pequena batota na massa. Fechadas, fingidas ou mini - vai querer repetir estas pizzas.

Teresa Rebelo

O ditado diz “quem não arrisca não petisca”, mas no caso destas minipizzas fechadas apetece formulá-lo ao contrário: quem não petisca, não arrisca a deliciar-se com vários sabores mediterrânicos, combinados numa simples mas reconfortante receita caseira.

Consta que a pizza calzone nasceu no sul de Itália, na região de Puglia, onde se faz uma versão frita conhecida por panzerotto. Os recheios podem ser os mais variados, a somar quase sempre ao molho de tomate e ao queijo. Aqui, usei chouriço, milho, ananás e pimento vermelho (fiquei desconsolada por não ter azeitonas pretas na despensa) e fiz batota na massa: usei uma espécie de massa de empada, que não precisa de levedar. Daí chamar-lhes ‘fingidas’.

Um petisco para saborear por estes dias, de preferência ao ar livre, e em que o único risco que poderá correr é o de pedirem mais no final.

minicalzones_3_bx

Mini calzoni fingidas

Serve cerca de 8

Para a massa:
250 g de farinha de espelta*
1 ovo M
50 g de água
40 g de azeite
1 boa pitada de sal
1 ovo batido para pincelar

Para o recheio:
250 ml de molho de tomate, de preferência caseiro
½ chouriço partido em cubos
½ pimento vermelho partido em cubos
1 lata pequena de milho
3 rodelas de ananás ou abacaxi
100 g de queijo flamengo, mozzarella, ou outro que derreta bem
Óregãos secos q.b.

Pré-aqueça o forno nos 190º.
Coloque a farinha e o sal numa taça.
Junte o ovo, a água e o azeite e misture tudo com as mãos. Amasse só até obter uma bola lisa e uniforme.
Enfarinhe a superfície de trabalho e vá esticando pedaços de massa com o rolo (esticar toda de uma vez exige muito espaço e demasiado esforço!), até ficar com uma espessura de 2 a 3 mm. Recorte círculos com cerca de 14 cm de diâmetro e coloque-os em tabuleiros antiaderentes ou forrados com papel vegetal. Espalhe duas colheres de sopa de molho de tomate numa das metades de cada círculo (sem que o molho vá até ao rebordo da massa) e distribua os ingredientes, colocando-os por cima do molho, pela mesma ordem que seguiria numa pizza convencional. Dobre cada círculo, tapando o recheio e unindo os rebordos com a ajuda de um garfo. Pincele com ovo batido e leve ao forno durante cerca de 20 minutos. As pizzas podem servir de lanche a meio da tarde, ou até de refeição leve, acompanhadas de uma boa salada.

*A espelta é um cereal próximo do trigo mas nutricionalmente mais rico do que este. Encontra-se à venda nas lojas de produtos biológicos e também nos hipermercados, na zona da alimentação saudável.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Meus pais e seus aparelhos eletrônicos

Ruth Manus

Parece que todos os aparelhos eletrônicos que os meus pais compram foram vítimas de algum tipo de maldição que tornou seu funcionamento algo absolutamente anormal. 

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site