Logo Observador
BMW

Série 8 pode voltar em 2018. Mercedes S Coupé na mira

Continua a marcação cerrada entre BMW e Mercedes. Agora, tudo indica que a marca de Munique vai fazer reviver o Série 8, para combater directamente com o S Coupé.

Autor
  • António Sousa Pereira

Há muito que BMW e Mercedes não se dão tréguas, perseguindo-se mutuamente, e de muito perto, na maioria dos segmentos de mercado onde ambas estão presentes. Ou passando a estar quando a sua arqui-rival lança um modelo que lhe permite aceder a um novo segmento.

E é justamente isso que, ao que tudo indica, irá acontecer já no final do próximo ano. Ciente de que o Série 6 não é proposta capaz de ombrear directamente com o Mercedes Classe S, a BMW estará a preparar o regresso do Série 8, o seu coupé de grandes dimensões produzido entre 1989 e 1999, de forma a não deixar a marca da estrela a solo numa classe cada vez mais apetecida, pelo menos em determinadas latitudes.

Segundo notícia avançada pelo Automobilwoche, o Série 8 do século XXI começará por ser proposto numa versão fechada, a lançar já no final de 2018, a que se seguirá, cerca de um ano mais tarde, a variante descapotável, o Série 8 Cabrio. Além de rivalizar com os S Coupé e S Cabrio da Mercedes, o modelo terá ainda por função preencher a lacuna actualmente existente na oferta do grupo bávaro, posicionando-se, em termos de preço e de postura, entre o Série 7 e o Rolls-Royce Wraith – entre os quais existe um diferencial de preço de largas dezenas de milhar de euros.

Em termos de motores, e numa fase inicial de comercialização, o Série 8 deverá contar com os serviços de uma unidade de 8 cilindros em V sobrealimentada, não sendo de descartar a possibilidade de, passado algum tempo, propor também uma mais nobre e exclusiva variante animada por um V12. Como é óbvio, uma derivação de altas prestações, desenvolvida pela sua divisão desportiva – e naturalmente denominada M8 – também fará parte da equação.

Quanto ao Série 6, e agora que o novo Série 5 já foi dado a conhecer, ainda não tem data de substituição aprazada, mas na sua próxima geração poderá regressar ao seu formato inicial, ou seja, sendo proposto apenas nas carroçarias coupé e cabrio. Isto porque o actual Série 6 GT poderá ceder o seu lugar a um novo Série 5 GT, ao passo que o Série 6 Gran Coupé poderá ser descontinuado.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Terrorismo

A enorme minoria

Bernardo Sacadura

É difícil continuar a sustentar que é apenas uma minoria islâmica irrelevante a que defende os atentados terroristas. A atuação destas células também não seria possível se não tivessem cúmplices.