Logo Observador
Presidente Trump

O vídeo viral que a Holanda fez para Donald Trump

20.673

Um programa humorístico holandês fez um vídeo a pedir que Donald Trump não se esqueça da Holanda. "Sabemos que vai ser a América primeiro, mas pode ser pelo menos a Holanda em segundo?"

“De hoje em diante vai ser só América primeiro, América primeiro”, disse Donald Trump no seu discurso inaugural. Com medo de que Trump se esquecesse da Holanda, um programa de sátira política holandês fez um vídeo a pedir que o novo presidente dos EUA considere, pelo menos “a Holanda em segundo”. Por isso, apresentou o país “da forma que provavelmente ele vai gostar mais”. E o vídeo já se tornou viral. Veja-o aqui (com legendas em inglês):

“Caro sr. presidente, bem-vindo a este vídeo de introdução sobre a Holanda. Vai ser um grande vídeo. Vai ser absolutamente fantástico”, começa por dizer o locutor, com uma voz a tentar imitar Donald Trump. “O nosso pai fundador foi Guilherme de Orange, que lutou contra os espanhóis. Os espanhóis eram uns idiotas, lutaram contra nós durante uns 80 anos. Mas não nos conseguiram ganhar. Não conseguiram. Uns autênticos losers [falhados]. Já agora, estão todos mortos agora”.

O discurso, tipicamente “à Trump”, continua por todo o vídeo, que se dedica a desacreditar toda a restante Europa. “Falamos holandês, é a melhor língua da Europa. Temos as melhores palavras. Todas as outras línguas falharam. Dinamarquês… desastre total. O alemão nem sequer é uma língua real. É falsa. É uma língua falsa”. E nem a questão do muro ficou de fora. Mais do que um muro, na verdade. “Construímos um oceano inteiro entre nós e o México, ok? Ninguém constrói oceanos como nós. Este oceano é tão grande que pode ver-se da Lua. E fizemos os mexicanos pagá-lo. É verdade”.

“As pessoas dizem-nos, pessoas muito importantes, que temos o melhor sistema de evasão fiscal que Deus alguma vez criou”, continua o vídeo. “Devia dizer aos seus filhos para colocarem aqui todos os seus negócios. Não vai pagar impostos nenhuns. Zero. É ridículo”, acrescenta, sempre com o tom típico dos discursos de Trump. “Entendemos totalmente que vá ser a América primeiro. Mas podemos pelo menos dizer: a Holanda em segundo?”, termina o vídeo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt
Presidenciais em França

A Revolução Francesa

Paulo Trigo Pereira

Quer gostemos ou não do personagem, após o processo presidencial Emmanuel Macron e o seu movimento “En marche” a política, em França, e na Europa, não voltará a ser o que era.