Logo Observador
Autárquicas 2017

“A melhor p’Almada”. Uma viagem pelos tesourinhos das campanhas autárquicas

996

Erros gramaticais, mensagens sugestivas, fotos confusas e estranhas técnicas de Photoshop. Por Portugal fora, as campanhas autárquicas são capazes de arrancar risos. Os tesourinhos em fotogaleria.

Pelos caminhos de Portugal há campanhas para as autárquicas sem igual. Depois da forma bizarra como Fernado Seara se apresentou em Sintra ou da curiosa adaptação que um candidato à Câmara de Vila Pouca de Aguiar fez com a música “Despacito”, a página no Facebook dos Tesourinhos das Autárquicas continua a publicar imagens insólitas, ou pelo menos curiosas.

“Despacito” inspira candidatura de “José Carlos, José Carlos” a Vila Pouca de Aguiar

A forma bizarra como Fernando Seara se apresentou em Odivelas

Há candidatos que sabem voar, outros sem pernas e alguns de cabeça para baixo. Há erros gramaticais que não sabemos se foram propositados ou não, fotografias de tronco nu e escolhas muito infelizes de posicionamento. Mas há, acima de tudo, um mundo de gargalhadas por descobrir.

O Observador andou pelo Facebook dos Tesourinhos das Autárquicas e encontrou alguns dos cartazes mais peculiares. Veja-os na fotogaleria e visite a página aqui. E vamos manter este artigo em contínua atualização, porque ainda faltam três meses.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Homossexualidade

Hereges e beatas

Luis Carvalho Rodrigues

Eu percebo que gente como a deputada Isabel Moreira não faça a mínima ideia do que é uma “verdade científica” sobre a homossexualidade. Mas já custa ver a professora Ana Matos Pires repetir a tolice.

Sociedade

Esquerda e instrumentalização da homossexualidade

João Marques de Almeida

Os liberais devem defender os direitos dos homossexuais e lutar, contra os ataques das esquerdas radicais, por uma sociedade assente na família tradicional. A maioria dos portugueses terá esta posição