Hotéis

Portugal ganhou mais de 300 estabelecimentos hoteleiros entre 2014 e 2015

Este foi o maior aumento do número de estabelecimentos hoteleiros em Portugal, passando de 2.695 para 3.041, com destaque para 43 novos hotéis.

A Pordata disponibiliza os dados deste tipo de alojamento desde 1984 e nesse ano existiam 103 estabelecimentos de turismo de habitação e de turismo no espaço rural

JOSÉ COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Entre 2014 e 2015 registou-se o maior aumento do número de estabelecimentos hoteleiros em Portugal até à data, passando de 2.695 para 3.041, com destaque para 43 novos hotéis, segundo dados disponibilizados esta terça-feira pela Pordata.

Os números fazem parte de um conjunto de indicadores estatísticos sobre Portugal lançados pelo portal, sendo que os dados mais recentes dizem respeito a 2015.

Entre 2014 e 2015 verificou-se um aparecimento de 346 novos estabelecimentos hoteleiros, tendo contribuído para esse número a tipologia de hotel, que passou, no espaço de um ano, de 1.121 unidades para 1.164.

Contudo, durante o ano de 2014 e 2015, houve alguns tipos de estabelecimentos hoteleiros que diminuíram, nomeadamente pensões, estalagens, hotéis-apartamentos e aldeamentos turísticos. Entre 2014 e 2015 desapareceram 50 pensões, cinco estalagens e quatro hotéis-apartamentos.

Apesar destas quebras, foi entre estes dois anos que se registou, pelo menos desde 1962 (primeiros dados), o maior aumento anual no conjunto de todas as infraestruturas de estabelecimentos hoteleiros.

Os dados de 2015 ainda não discriminam o número de estabelecimentos hoteleiros por município, mas em 2014 Lisboa (294), Albufeira (174), Porto (160) e Funchal (133) eram as cidades portuguesas com mais infraestruturas deste tipo.

Já no que se refere a infraestruturas ligadas ao turismo de habitação e no espaço rural (não incluídas na classificação de estabelecimentos hoteleiros), verifica-se também um aumento bastante significativo entre 2014 e 2015, face ao que aconteceu nos anos anteriores.

Entre estes dois anos apareceram 445 novos estabelecimentos desta categoria, que passaram de 883 para 1.298 infraestruturas. As casas de campo (426 para 701) e de agroturismo (119 para 194) foram as que registaram um maior crescimento.

Por outro lado, a maior quebra registou-se entre os anos de 2009 e 2013, com uma diminuição de 359 estabelecimentos, sobretudo de turismo de habitação e agroturismo.

A Pordata disponibiliza os dados deste tipo de alojamento desde 1984 e nesse ano existiam 103 estabelecimentos de turismo de habitação e de turismo no espaço rural.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site