Séries

36 temporadas depois, Doctor Who vai ter uma mulher como protagonista

A série britânica de ficção científica Doctor Who vai ter pela primeira vez em cinquenta e quatro anos uma mulher como protagonista. Anúncio foi feito no domingo e está a ser bem recebido pelos fãs.

"A Jodie é uma força de natureza incontestável", afirmou o novo produtor e argumentista da série, Chris Chinball

Getty Images

Cinquenta e quatro anos, trinta e seis temporadas e doze atores depois, a série britânica de ficção científica Doctor Who vai ter finalmente uma mulher como protagonista. Sua graça? Jodie Whittaker, atriz que sucede a Peter Capaldi na próxima temporada da série.

O anúncio foi feito depois da final do Wimbledon, transmitida pela BBC — a mesma estação que produz e transmite a série –, através de um trailer que revela mesmo a terminar o rosto do novo Doctor Who.

A atriz, nomeada em 2016 para o prémio de melhor atriz nos British Independent Film Award e conhecida pelo seu papel como Beth Latimer em Broadchurch (BBC), já assumiu estar “ansiosa para começar esta jornada épica”, dizendo ser “uma honra” representar uma personagem com a importância de Doctor Who.

Chris Chinball, que substituiu Steven Moffat como produtor e argumentista da série, disse estar “entusiasmado” com a escolha, garantindo que o objetivo foi sempre escolher uma mulher para assumir o papel. “A Jodie é uma força de natureza incontestável, divertida, inspiradora e super inteligente”, afirmou o novo showrunner da série.

Doctor Who, produzida e transmitida pelo canal britânico desde 1963, conta a história e as aventuras do Senhor do Tempo, um alienígena do planeta Gallifrey que explora o universo na sua máquina do tempo — uma cabine telefónica da polícia tipicamente londrina –, enquanto tenta salvar civilizações.

Como conta a BBC, a decisão de escolher Jodie Whittaker para protagonista da história está a ser relativamente bem recebida entre os seguidores da série, com vários fãs a falarem na importância da escolha de uma mulher para a discussão sobre a igualdade de género.

A própria atriz assumiu um papel nessa discussão, dirigindo-se diretamente aos fãs. “Quero dizer aos fãs que não tenham medo do meu género. Este é um momento realmente emocionante. E Doctor Who representa tudo o que é emocionante sobre a mudança”, sublinhou Jodie Whittaker.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site