Brasil

Polícia brasileira detém 80 pessoas envolvidas em tráfico internacional de droga

A Polícia Federal brasileira desmantelou um grupo ligado ao tráfico internacional de drogas e deteve 80 pessoas supostamente envolvidas no envio de seis toneladas de cocaína para a Europa.

O grupo tinha sede na cidade de São Paulo

Antonio Lacerda/EPA

A Polícia Federal brasileira desmantelou esta segunda-feira um grupo ligado ao tráfico internacional de drogas e deteve 80 pessoas supostamente envolvidas no envio de seis toneladas de cocaína para a Europa no ano passado, disseram fontes oficiais.

Segundo um comunicado divulgado pela polícia federal brasileira, a operação chamada Brabo foi realizada nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, com a participação de 820 agentes federais que seguiram 190 mandados de apreensão, 120 prisões preventivas e sete detenções temporárias.

O grupo tinha sede na cidade de São Paulo e usava o porto de Santos (localizado no litoral de São Paulo) como ponto de partida para a droga.

A polícia brasileira informou que a investigação começou em agosto de 2016, como resultado de uma cooperação com a Agência de Tráfico de Drogas dos Estados Unidos (DEA) após cinco apreensões de cocaína, três no porto de Santos e duas na Rússia em embarques oriundos do porto de Santos.

“Por suas características, levantou-se a suspeita de que um mesmo grupo tivesse sido responsável por todas as remessas, que totalizaram mais de duas toneladas de [droga]”, afirmou o comunicado da polícia brasileira.

De acordo com a nota, “diferentes grupos organizados e especializados, atuantes no Brasil e na Europa, associavam-se entre si conforme as necessidades que tinham em cada negócio ilícito que pretendiam realizar. A cocaína pura vinha dos países produtores para ser guardada em diversos locais na cidade de São Paulo e ser enviada para a Europa por via marítima”.

O grupo contava com a cumplicidade dos trabalhadores do porto de Santos para embarcar a droga. Eles permitiam que os veículos entrassem com as drogas durante a noite e que os selos dos recipientes fossem quebrados para esconder as sustâncias ilícitas.

Desde agosto do ano passado, a Polícia Federal brasileira realizou 14 apreensões de cocaína nos portos de Santos, Salvador (na região Nordeste) e Itajaí (na região sul) destinados a outros continentes.

Também alertou as autoridades sobre embarques que passaram por mar para a Bélgica, Inglaterra, Itália e Espanha com cocaína pura escondida nos contendedores.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site