Mundial 2018

Messi, Zidane e antigas estrelas do futebol apresentam bola do Mundial 2018

O argentino Lionel Messi, o treinador francês Zinedine Zidane e várias antigas estrelas do futebol apresentaram quinta-feira, em Moscovo, a bola oficial do Mundial da Rússia, intitulada 'Telstar 18'.

YURI KOCHETKOV/EPA

O argentino Lionel Messi, o treinador francês Zinedine Zidane e várias antigas estrelas do futebol apresentaram esta quinta-feira, em Moscovo, a bola oficial do Mundial da Rússia, intitulada ‘Telstar 18’.

O ‘astro’ argentino do Barcelona foi convidado a experimentar a bola do próximo campeonato do mundo, uma vez que se encontra na Rússia, com a sua seleção, para disputar um particular com a seleção anfitriã do Mundial2018.

Na cerimónia, também esteve presente o treinador do Real Madrid, Zidane, campeão do mundo em 1998 com a França, bem como representantes das seleções vencedoras das últimas quatro edições da prova.

O italiano Alessandro del Piero, campeão em 2006, o alemão Lukas Podolski, que venceu o torneio em 2014, o espanhol Xabi Alonso, vencedor em 2010, e o brasileiro Kaká, em 2002, também marcaram presença na apresentação, em Moscovo.

A bola pretende evocar o esférico utilizado no Mundial de 1970, conquistado pelo Brasil, de Pelé, com um desenho recriado pela Adidas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Angola

João Lourenço e MPLA: estamos juntos?

José Pinto

Apesar do seu debilitado estado de saúde, José Eduardo dos Santos ainda é o Presidente do MPLA. As exonerações dos seus familiares diretos dificilmente mereceram a sua aquiescência.

Caso José Sócrates

Quid custodiet custodiam?

Luís Ribeiro

Agora que o puzzle está claro, quanto será reaberto o inquérito ao crime contra o Estado de Direito para conhecermos a cumplicidade dos que então eram os mais altos responsáveis da Justiça portuguesa?

Pobreza

Amar com obras e não com palavras

P. Miguel Almeida, sj

Há uma diferença entre culpa e responsabilidade. O facto de não termos culpa de haver fome e pobreza no mundo não nos isenta da responsabilidade, simplesmente porque somos todos irmãos em humanidade.

Panteão Nacional

O sacrossanto panteão de Santa Engrácia

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
112

Se a república é laica, porque se apropriou de uma antiga igreja católica para seu panteão nacional? O laicismo não é capaz de arranjar um espaço próprio, onde sepultar os seus próceres?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site