A aviação israelita lançou durante a madrugada de hoje 12 ataques na Faixa de Gaza, em retaliação pelos foguetes disparados contra o sul de Israel, informaram fontes palestinianas.

Os ‘raides’, que visaram campos de treino usados pelos rebeldes palestinianos, provocaram dois feridos ligeiros, segundo indicaram as mesmas fontes à agência noticiosa AFP.

O Exército israelita confirmou a ofensiva aérea através de um comunicado, em que afirma ter atingido cinco bases de lançamento de ‘rockets’ situadas no norte de Gaza, assim como dois outros pontos nas áreas centrais e sul da Faixa de Gaza.

Os ataques ocorreram depois de militantes terem disparado cinco ‘rockets’ para o sul de Israel, dos quais um atingiu um descampado. Já dois foram intercetados pelo sistema antimíssil israelita, enquanto os restantes dois acabaram por cair no interior de Gaza.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Entretanto, fontes médicas informaram da morte da criança palestiniana, que ficou gravemente ferida na terça-feira quando um foguete disparado contra Israel acabou por atingir Gaza.

A criança foi uma das quatro pessoas que ficaram feridas no incidente de terça-feira.

Nas últimas semanas tem-se verificado um aumento dos disparos palestinianos, o que tem levado ao lançamento, quase todas as noites, de ataques aéreos por parte de Israel.

Desde o início do ano, os militantes da Faixa de Gaza já dispararam mais de 200 ‘rockets’ para o sul de Israel, segundo estatísticas do exército.