A Malásia vai enviar mais equipamentos para o sul do oceano Índico para a investigação ao misterioso desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines há quatro meses, anunciou fonte do governo. O ministro da Defesa da Malásia, Hishammuddin Hussein, disse que um navio da Marinha da Malásia equipado com um dispositivo para mapear o fundo do oceano vai partir a 4 de agosto para a zona de alto mar ao largo da Austrália ocidental.

A empresa estatal de energia Petronas, em conjunto com a Deftech e a Phoenix International, estão a implementar um dispositivo para fazer o varrimento com sonar do fundo do oceano, acrescentou o ministro. As empresas Shipbuilder Boustead Heavy Industries, juntamente com iXBlue Austrália, vão enviar um sonar de varredura lateral profunda rebocado com um veículo operado remotamente.

“As instruções para a mobilização imediata já foram dadas e o equipamento deve chegar à área de pesquisa em meados de agosto,” disse Hishammuddin Hussein, sem dar estimativas do custo desta operação. O avião da Malaysia Airlines que fazia o voo MH370 entre Kuala Lumpur e Pequim alterou a rota e desapareceu na madrugada de 8 de março com 239 pessoas a bordo.