O Governo nomeou esta terça-feira o crítico de cinema João Lopes e a professora de Economia e Gestão, Ana Lourenço, para o Conselho Geral Independente da RTP. Este é o órgão responsável pela escolha do conselho de administração da televisão pública e tem mandato por seis anos.

Na nota enviada à redações, o ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, diz que dá assim cumprimento ao previsto no novo modelo de governação da RTP. Poiares Maduro diz que “o convite foi aceite por ambos, dando, assim, cumprimento às regras de composição do novo órgão, com a nomeação de dois membros por parte do Governo”.

João Lopes, jornalista e crítico de cinema, começou a carreira no cinema aos 18 anos. No currículo disponibilizado pelo Governo pode ler-se ainda que foi “responsável pela programação de Cinema de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura. como jornalista já trabalhou nas revistas Vida Mundial, Seara Nova e Cinéfilo, bem como pelos jornais República, A Luta e Expresso (onde foi editor da secção de Cultura). Foi também diretor editorial da Editorial Notícias e colabora, presentemente, com o Diário de Notícias, a SIC Notícias e a Antena 1.  É ainda professor da Escola Superior de Teatro e Cinema.

Já Ana Lourenço é professora de Economia e Gestão na Universidade Católica Portuguesa e tem especialização na área da Regulação de Audiovisual. No currículo tem vários trabalhos e artigos publicados sobre serviço público.

Estes dois nomes apontados pelo Governo, juntam-se a Simonetta Luz Afonso, ex-presidente do Instituto Camões e antiga presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, e Manuel Pinto, catedrático em Ciências da Comunicação na Universidade do Minho, que foram escolhidos pelo Conselho de Opinião da RTP.