O edifício das conservatórias do registo civil, comercial e predial de Portimão, situado no centro da cidade, foi evacuado esta quinta-feira por terem sido detetadas fissuras que podem colocar em causa a sua segurança, disse à Lusa a presidente da autarquia.

Segundo Isilda Gomes, que tem o pelouro da Proteção Civil, o prédio apresenta algumas “fissuras que deixam dúvidas sobre a sua segurança”, tendo sido tomada a decisão de retirar as pessoas do seu interior “por uma questão de precaução”.

De acordo com o comandante operacional municipal de Portimão, Richard Marques, o alerta foi dado às 15h22, quando, num dos espaços do edifício, os funcionários verificaram que havia pavimento levantado e algumas fissuras.

Às 16:45, os peritos do serviço municipal de Proteção Civil da autarquia ainda procediam à avaliação técnica que irá indicar se o edifício tem condições de habitabilidade.

Como tal, Isilda Gomes remeteu declarações mais concretas sobre a situação para mais tarde, quando as peritagens estiverem terminadas e já houver uma “decisão definitiva”.

No local estão técnicos da autarquia, os bombeiros de Portimão e a PSP, tendo sido montado um perímetro de segurança.

O prédio é privado e a administração irá depois ser notificada para proceder aos arranjos necessários.

Além das conservatórias, funcionam também ali escritórios de advogados.