O antigo futebolista Zinedine Zidane afirmou hoje que Frank Ribéry ainda tem muito para oferecer à seleção francesa, mas considerou que deve ser respeitada a renúncia do médio do Bayern Munique aos “bleus”.

“É um jogador que pode oferecer muito à seleção francesa, oferece algo diferente dos demais. Mas parto do princípio de que, quando um jogador decide não ir à seleção, há que respeitar a sua decisão e não forçá-lo ou castiga-lo”, frisou o campeão do Mundo em 1998 e da Europa em 2008, em entrevista à rádio RMC.

Ribéry, de 31 anos, anunciou em agosto a sua intenção de abandonar a seleção, depois de ter falhado o Mundial2014 devido a uma lesão e dois anos antes de a França organizar o Euro2016.

A decisão não caiu bem na UEFA, cujo presidente, o francês Michel Platini, advertiu que se Ribéry for convocado para os “bleus” e se recusar a jogar vai ser suspenso por três jogos no seu clube.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em reação, Ribéry reiterou a sua decisão e assegurou tê-la acordado com o selecionador francês.

“Acordei-o com o selecionador, Didier Deschamps. No futuro, penso concentrar-me inteiramente na minha tarefa no Bayern Munique”, sublinhou o internacional francês, um dos três finalistas da última edição da Bola de Ouro.