Roswell, no estado do Novo México, nos Estados Unidos, é cidade conhecida de muitos por causa da ligação a supostos fenómenos extraterrestres. “Área 51”, diz-lhe alguma coisa? Pois agora, esta noite (em Portugal), um novo fenómeno vindo do espaço voltou a colocar Roswell no mapa mundial. Alan Eustace, 57 anos, vice-presidente da Google, bateu o recorde de queda livre.

Eustace saltou no vazio de uma altura de mais de 41 kms (41,42), batendo assim o máximo que tinha sido estabelecido por Félix Baumgartner em outubro de 2012. A separar os dois saltos estão pouco mais de 2kms, Baumgartner, o primeiro homem a bater a barreira do som sem apoio mecânico, tinha saltado de 39,04 kms de altura.

O jornal norte-americano New York Times mostrou, em exclusivo, o salto que culminou com uma aterragem… atribulada. Alan Eustace não conseguiu aterrar de pé, depois de tocar no solo acabou mesmo por dar duas cambalhotas. A subida, feita com recurso a um balão cheio com hélio, fez-se a partir de uma pista abandonada do aeroporto de Roswell e demorou cerca de duas horas. Quando quebrou a barreira do som, quem estava no solo, diz ter ouvido um estrondo.

Ao New York Times, Eustace, que andou a preparar durante três anos o salto, disse que “foi uma louca, louca viagem”.