Os alunos do ensino secundário do Colégio Nossa Senhora do Rosário, no Porto, colocaram esta escola em 1.º lugar no ‘ranking’ elaborado pela agência Lusa, tendo obtido uma média de 14,45 valores nos exames nacionais realizados. A partir de dados divulgados pelo Ministério da Educação e Ciência, a Lusa elaborou uma lista tendo em conta apenas as escolas de ensino secundário com mais de 100 exames nacionais realizados.

Num universo de 496 escolas com mais de 100 provas realizadas, 301 conseguiram uma nota média nos exames nacionais acima dos 10 valores, o limiar da classificação positiva atingido ou ultrapassado por quase dois terços das escolas. Mas se tivermos em conta o total de escolas onde se realizaram exames nacionais, independentemente do número de provas feitas, 367 das 628 conseguiram uma média positiva, ou seja, apenas pouco mais de metade.

No ‘ranking’ que tem em conta as escolas onde se realizaram pelo menos 100 exames, os primeiros 23 lugares são ocupados por escolas particulares e cooperativas, encabeçadas pelo Colégio Nossa Senhora do Rosário, no Porto, que com 478 provas obteve a média mais alta: 14,45 valores.

A melhor escola pública na lista, a Escola Secundária de Raúl Proença, nas Caldas da Rainha, aparece em 24.º lugar, com 636 exames realizados e uma média 12,69 valores.

Depois do Colégio Nossa Senhora do Rosário, completam a lista das cinco melhores classificadas a Escola Salesianos do Estoril, em Cascais (2.º lugar, com uma média de 14,35 valores em 393 exames realizados), o Colégio Moderno, em Lisboa (3.º lugar, com 14,28 valores em 335 exames), o Colégio Valsassina, em Lisboa (4.º lugar com 14,26 valores em 185 exames) e o Colégio Manuel Bernardes, em Lisboa (5.º lugar, com 14,19 valores em 181 exames).

Do lado das escolas que obtiveram as médias mais baixas, a que apresentou a pior classificação média nos exames e que ocupa por isso o último lugar na lista (496.º) foi a Escola Portuguesa de Díli, em Timor-Leste, uma escola do ensino particular e cooperativo, que registou em 154 provas realizadas, uma média negativa de 6,26 valores.

Seguem-se, entre as cinco escolas com as médias mais baixas, quatro escolas públicas, respetivamente: a Escola Secundária de Resende, em Viseu (495.º lugar com uma média de 7,34 valores em 108 exames realizados), a Escola Secundária António Nobre, no Porto (494.º com 7,44 valores em 231 exames), a Escola Básica e Secundária de Lajes do Pico (493.º lugar com 7,61 valores em 114 exames), e a Escola Secundária da Baixa da Banheira, em Setúbal (492.º lugar com 7,71 valores em 107 exames realizados).