A cápsula espacial Orion já descolou, esta sexta-feira no Cabo Canaveral, Flórida, para um voo de teste – não tripulado – que durará quatro horas e meia. Esta é a cápsula que se espera que um dia levará humanos ao planeta Marte.

O foguetão “Delta IV Heavy”, de dois andares, fabricado pela empresa United Launch Alliance (ULA), com a cápsula de 8,6 toneladas, deixou a base aérea, como previsto, às 12h05.

O acontecimento tinha sido reagendado para esta sexta-feira, depois de na quinta-feira aparentes problemas com válvulas e até, a certa altura, a aproximação de um barco ao Cabo Canaveral, terem levado a atrasos sucessivos.

O objetivo será apenas fazer um pequeno voo, sem tripulação, e dar duas voltas ao globo terrestre. A cápsula deverá subir a uma altitude de quase seis mil quilómetros e, depois, voltar a entrar na atmosfera. Os cientistas terão oportunidade para avaliar a resistência do escudo térmico da cápsula, que deverá chegar aos 2.000ºC.

Ao mesmo tempo que a NASA e a Lockheed Martin trabalham na cápsula, está a ser desenvolvido um propulsor ultra-potente que deverá estar pronto em 2017 ou 2018. Será com esse propulsor que se prevê que a cápsula Orion possa viajar além da Estação Espacial Internacional.

Ciência e tecnologia, Programa espacial

O momento da descolagem da Orion, esta sexta-feira.

 

 

 

 

 

Já surgiu, no Twitter, a primeira fotografia do planeta Terra tirada pela cápsula.