Seul desenvolveu sistemas próprios de mísseis com o objetivo de “detetar e responder de forma mais eficaz às provocações do Norte”, afirmou um responsável do Governo sul-coreano em declarações à agência Yonhap. Os primeiros mísseis totalmente desenvolvidos pela Coreia do Sul vão ser testados durante a primeira metade do ano.

O ensaio vai ser levado a cabo com um programa de simulação desenvolvido com os Estados Unidos, o qual irá utilizar informações militares provenientes do Japão, no âmbito de um acordo assinado hoje entre as três nações. Este acordo, selado em Seul, permitirá aos três países partilhar informação sobre o programa nuclear e de mísseis do regime da Coreia do Norte.

Coreia do Sul, Estados Unidos e Japão têm vindo a debater, desde maio, um acordo deste tipo face aos aparentes avanços do programa norte-coreano. Informações recentes apontam que o regime de Kim Jong-un tem conquistado progressos designadamente em miniaturizar ogivas nucleares para as equipar em mísseis de médio e longo alcance.