O Banco Popular já terá manifestado o seu interesse na aquisição do Novo Banco, participando assim na primeira fase do processo de venda da instituição que ficou com os ativos bons do BES. O banco espanhol já terá enviado uma carta ao Banco de Portugal, segundo relata a Europa Press, e junta-se assim ao BPI, ao Santander, à chinesa Fosun e à norte-americana Apollo.

A notícia foi avançada pelo jornal espanhol El Economista, que justifica ainda que esta movimentação estratégica vai servir para o Banco Popular crescer em Portugal e em Espanha. O Banco Popular tem atualmente em terras lusas 170 agências, cerca de 1.300 trabalhadores e gere mais de 9 mil milhões de euros em ativos. O jornal avança ainda que o BBVA não participará na compra do Novo Banco.

Entretanto, a Europa Press cita fontes do Banco Popular que asseguram que a carta já seguiu para o supervisor português e que indica mesmo que a instituição pretende avançar para a compra “assim que chegue o momento”. A manifestação de interesse é apenas o primeiro passo na venda do banco e faz com que as empresas que se apresentem recebam o caderno de encargos do Novo Banco.

A data limite para a manifestação de interesse por parte das instituições financeiras na aquisição do BES termina no dia 31 de dezembro.