Eleições Presidenciais

António Costa desafia António Vitorino a dizer se é candidato

Líder do PS manifestou o desejo, de forma subtil, de ver o seu "camarada" de partido António Vitorino responder à pergunta sobre a disponibilidade para se candidatar à Presidência em 2016.

António Vitorino, assim como António Guterres, têm possibilidades de ganhar as presidenciais a candidatos da direita

O líder do Partido Socialista (PS) manifestou neste sábado, em Lisboa, o desejo, de forma subtil, de ver o seu “camarada” de partido António Vitorino responder à pergunta sobre a disponibilidade para ser candidato presidencial em 2016.

“Tenho muita pena de não ter assistido ao conjunto deste debate e fico, aliás, na dúvida sobre se fizeram ‘A’ pergunta que toda a gente faz sobre o António Vitorino ou se só lhe fizeram perguntas sobre o que ele pensa sobre a TAP, conteúdos digitais?”, inquiriu para a plateia António Costa, durante a convenção da sobre “O Papel do Estado nos Setores Estratégicos”, organizada pela Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS.

O antigo comissário europeu e ex-ministro de governos liderados por outro possível candidato a Chefe de Estado da área socialista, António Guterres, interrompeu o secretário-geral para frisar, bem-humorado, que aquela era uma “sessão decente”. “Bom, estou a ver que não (perguntaram). Aguardemos então que ele um dia responda”, disse o atual presidente da Câmara Municipal de Lisboa e candidato a primeiro-ministro, entre sorrisos.

O semanário Expresso publicou hoje uma sondagem segundo a qual António Vitorino, à semelhança de António Guterres, é uma figura à esquerda capaz de derrotar eventuais candidatos ao Palácio de Belém por parte da direita, como Marcelo Rebelo de Sousa, Rui Rio e Santana Lopes.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
CDS-PP

O governo merece uma censura /premium

João Marques de Almeida
120

Se o Presidente, o PM e os partidos parlamentares fossem responsáveis e se preocupassem com o estado do país, as eleições legislativas seriam no mesmo dia das eleições europeias, no fim de Maio. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)