LeMoustache Smokery é o nome do restaurante que o chef Daniel Cardoso e mais três amigos vão abrir na Praça das Flores, em abril. O nome LeMoustache vem, claramente, do farto bigode que Daniel orgulhosamente ostenta. Já o sufixo “Smokery” é uma pista para o tipo de cozinha que será praticada. “Queremos usar técnicas norte-americanas em produtos portugueses. Vamos fumar todos os ingredientes com madeiras de vários sabores”, explica o chef, enquanto enumera algumas das propostas: bacalhau, cavala e carapau fumado; entrecosto de porco preto em vez das clássicas ribs, peito de vaca disfarçado de bistek e puré de favas em vez de mashed potatoes. O local escolhido para tal façanha é o antigo Conventual, restaurante mítico que funcionava à porta fechada antes de encerrar, há cinco anos.

O bigode, perdão, o rosto por trás do novo restaurante que abre na Praça das Flores, em abril.

O bigode, perdão, o rosto por trás do novo restaurante que abre na Praça das Flores, em abril.

Para que a qualidade da confeção seja irrepreensível são necessários fornos especiais que vêm, precisamente, dos Estados Unidos. E é aí que os clientes, amigos — e leitores deste texto — entram. Quem quiser ajudar o Daniel e os sócios a comprar equipamento de cozinha topo de gama – e comer a condizer no futuro – só tem de contribuir nesta campanha de crowdfunding. Data limite: dia 1 de abril, às 18.00. Só atingindo o teto de 5000€ é que a campanha funciona, isto é, se no último momento somarem apenas 4999€, o dinheiro será devolvido aos participantes. Neste momento contabilizam quase 1500€.

A ideia de recorrer ao crowdfunding veio do irmão, Fernando Cardoso, jogador de futebol americano nos Lisbon Devils, equipa que sobreviveu graças a uma iniciativa deste género. “Olhei para o Facebook do LeMoustache e pensei: ‘se tenho 7700 likes, basta que cada um dos meus fãs goste da ideia e queira dispensar um euro”. Para que todos os que participam se sintam parte do projeto, Daniel e os sócios decidiram presentear os apoiantes. Como? Quem der 5€, a contribuição menor, tem entrada direta para um hall of fame que será desenhado na parede do restaurante. Com 10€ ganha um copo no dia da inauguração — que será, provavelmente, um gin assinado pela Gin Lovers. Já 20€ dá direito a uma pavlova para dez pessoas, uma das sobremesas mais emblemáticas do chef. Por fim, com 30€ terá direito a todas as regalias mencionadas anteriormente.

Esta pavlova - uma bomba de suspiros, natas e fruta - chega para dez pessoas e é sua se contribuir com 20€.

Esta pavlova, uma bomba de suspiros, natas e fruta, chega para dez pessoas e será oferecida a quem contribuir com 20€.

Como é que isto tudo começou?

A história de Daniel Cardoso tem barbas ou, neste caso, tem um longo e bem tratado bigode. Começou em 2013, quando Daniel e a mulher, Miriam Ferreira, criaram a empresa LeMoustache – Eat Like a Sir. O objetivo era colmatar uma falha no mercado: um serviço ao domicílio que incluísse ida às compras, boa cozinha e lavagem de louça. “Só não púnhamos a mesa” brinca Daniel, “isso é ao gosto de cada um”.

Faça chuva ou faça sol, haja atum ou bifana, Daniel não dispensa o boné e o bigode.

Faça chuva ou faça sol, haja atum ou bifana, Daniel não dispensa o boné e o bigode.

A aventura corria de vento em popa quando foi interrompida pela candidatura ao MasterChef Portugal. Daniel chegou às fases finais — ficou em quinto lugar — o que o deixou três meses sem invadir a casa das pessoas. A aparição televisiva valeu-lhe, no entanto, visibilidade e, a partir de maio de 2014, o telefone não parou, com pedidos para jantares simples, festivais ou grandes eventos como a Moda Lisboa.
E apesar de a intenção de Daniel ser abrir o restaurante, o serviço ao domicílio não vai acabar. O LeMoustache – Eat Like a Sir continuará a cozinhar e a lavar louça em lares alheios.