O Ministério das Finanças mandou abrir uma auditoria à alegada lista VIP de contribuintes da Autoridade Tributária.

“Tendo em conta notícias vindas recentemente a público, o Ministério das Finanças comunica que solicitou hoje à Inspeção-Geral de Finanças (IGF) a abertura de um inquérito sobre a alegada existência de uma lista de contribuintes na Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), cujo acesso seria alegadamente restrito. Este inquérito, a realizar pela IGF, enquanto entidade externa da AT, destina-se a realizar o apuramento de todos os factos relativos a este assunto”, informou o gabinete de Maria Luís Albuquerque.

Esta manhã, respondendo a questões enviadas na sexta-feira pelo Observador sobre uma eventual auditoria , o secretário de Estado Paulo Núncio insistia que nada do que tem sido noticiado aconteceu. Fê-lo em curtas frases, num texto que foi enviado também à TSF. E com uma frase mais: “Não faz sentido”. Um pouco mais tarde, contestou que a frase dissesse respeito à pergunta sobre a auditoria, antes sobre o caso como um todo. E admitiu pela primeira vez ao Observador que não afastou a hipótese de auditoria.