A chanceler alemã, Angela Merkel, advertiu a Grécia de que o “tempo escasseia” face à necessidade de Atenas chegar a acordo com os credores e se comprometer com reformas.

As declarações de Merkel foram feitas numa conferência de imprensa após uma reunião em Berlim com o presidente francês, François Hollande.

“O tempo escasseia e não pode ser desperdiçado”, afirmou Merkel citada pela agência Efe.

A chanceler alemã considerou “um primeiro passo” as conversações que o governo grego iniciou na passada sexta-feira com “as instituições”, Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu.

Merkel instou Atenas a continuar o processo e a deixar claro que vai manter os compromissos.

Hollande, por sua vez, disse que já se perdeu muito tempo neste debate e que Atenas deve apresentar o mais cedo possível a sua lista de reformas.

“A Grécia sabe que a Europa é o seu destino, se quer continuar na zona euro, tem de continuar este processo”, afirmou o presidente francês.

A Grécia tem cada vez mais necessidade de assistência financeira para evitar uma situação de incumprimento, face à escassez de dinheiro nos cofres públicos quando se aproximam vários compromissos financeiros.

As conversações com os credores para que seja desbloqueada uma nova ‘tranche’ do empréstimo concedido ao país arrastam-se desde que o programa de resgate foi prolongado, no passado dia 20 de fevereiro.