A viagem de Kate e William aos Estados Unidos da América no ano passado poderá ter servido de pretexto para a Duquesa de Cambridge conhecer a filha secreta da Princesa Diana, avança a edição desta semana da revista Globe.

Em dezembro do ano passado, Kate e William realizaram a sua primeira visita oficial conjunta aos Estados Unidos. Durante a viagem, o casal passou três dias em Nova Iorque onde, apesar da cobertura mediática, terá conseguido planear um encontro secreto com Sarah, a alegada filha ilegítima de Diana.

https://twitter.com/DianaRemembered/status/545512942058631168

Os rumores de que Diana poderia ter tido uma filha ilegítima não são de agora. A história chegou mesmo a inspirar o romance The Disappearance of Olivia, de Nancy E. Ryan, no qual Diana é obrigada a ver um médico e a doar os seus óvulos. Depois de fertilizados por Carlos, estes são roubados por um médico, que os implanta na sua própria mulher. De acordo com a revista canadiano, William estaria interessado em descobrir se a irmã realmente existia. Um encontro terá sido arranjado e Sarah, de 33 anos, terá sido levada para o quarto de Kate sob o pretexto de se tratar de um dos membros da equipa doméstica.

Sarah só terá descoberto que tinha sido concebida através de uma fertilização in vitro depois de os seus pais terem morrido num acidente de carro. Na altura, decidiu tentar descobrir quem seriam os seus verdadeiros pais mas uma série de chamadas anónimas e ameaças de morte obrigaram-na a desistir da ideia. Assustada, decidiu fazer as malas e mudar-se para os Estados Unidos.

De acordo com a Globe, Kate terá ficado chocada com as parecenças entre Sarah e William. A duquesa de Cambridge terá aconselhado o marido a investigar melhor a história, acreditando que a mulher poderia realmente ser a filha de Diana.