Um novo perímetro de rega do Alqueva é inaugurado na quarta-feira, pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, após um investimento de quase 17,5 milhões de euros para servir cerca de 5.300 hectares em Beja.

Trata-se do perímetro composto pelos blocos de rega de Cinco Reis, Chancuda e Trindade, que já está em exploração e beneficia cerca de 5.300 hectares, servidos por 85 bocas de rega e cerca de 43 quilómetros de condutas, explicou hoje a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA).

Segundo a empresa, num comunicado enviado à agência Lusa, o perímetro é inaugurado a partir das 10:00, na Estação de Filtragem de Cinco Reis, junto à aldeia de Penedo Gordo, no concelho de Beja, numa cerimónia presidida por Pedro Passos Coelho e que conta com a presença da ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas.

Atualmente, dos cerca de 120 mil hectares de regadio previstos no Sistema Global de Rega de Alqueva, 73.300 estão em exploração e os 14.031 do perímetro de rega de São Pedro/Baleizão/Quintos começam a funcionar em breve, perfazendo um total de cerca de 88 mil hectares de área irrigada na campanha de rega deste ano.

Os restantes cerca de 30 mil hectares estão em construção com vista à conclusão do empreendimento até ao final deste ano, sendo que os cerca de 120 mil hectares já deverão estar em exploração na campanha de rega de 2016.

Os 30 mil hectares em construção são relativos aos blocos de rega de S. Matias, Beringel e Álamo, Beja, Barras, Torrão e Baronia Baixo, Baronia e Alvito Altos e Alvito Baixo, Roxo-Sado, Pias, Caliços-Machados e Moura Gravítico.

Depois de 19 anos de obras e 13 desde o início do enchimento da albufeira, no projeto de Alqueva, considerado estruturante para o Alentejo, já foram investidos 2.143 milhões de euros do investimento total previsto de cerca de 2.500 milhões de euros, distribuído pelas valências agrícola, hidroelétrica e de abastecimento público.

A albufeira de Alqueva, localizada no “coração” do Alentejo, no rio Guadiana, começou a encher a 08 de fevereiro de 2002 e já atingiu várias vezes o nível pleno de armazenamento.

A conclusão do projeto, inicialmente prevista para 2025, foi revista pelo anterior Governo PS para 2015 e, depois, antecipada para 2013, o que acabou por não ser possível, segundo o atual Executivo PSD/CDS-PP, que, entretanto, assumiu o compromisso de terminar as obras este ano.

Alqueva, na sua capacidade total de armazenamento, à cota de 152 metros, é o maior lago artificial da Europa, com uma área de 250 quilómetros quadrados e cerca de 1.160 quilómetros de margens.

O volume máximo de água da albufeira, 4.150 hectómetros cúbicos, “é muito próximo do consumo total anual de água de toda a agricultura, indústria e população em Portugal”, segundo a EDIA.