Love freebies? Get them legally.” 

O mote da nova campanha da cadeia de luxo Harvey Nichols, dirigida à sua aplicação Rewards [recompensas], com criatividade da agência londrina adam&eveDDB, pode traduzir-se por algo como “Gosta de borlas? Obtenha-as legalmente”. Mas o que é verdadeiramente original e merecedor destas linhas foi a forma escolhida para ilustrar essa mesma campanha: um minuto e meio de flagrantes delitos — uns mais flagrantes que outros, é certo — captados na loja principal da marca, em Londres.

O diretor criativo da agência, Ben Follett, garantiu à AdWeek que as imagens são “100% genuínas, factuais, reais e honestas”, tendo sido obtidas a partir da sala de controlo de videovigilância da Harvey Nichols. “Sentámo-nos com os detetives da loja e fomos alternando as câmaras. De facto, foi uma sensação fixe”, acrescentou.

Em todos os casos escolhidos ficou provado, mais uma vez, que o crime não compensa. Não só a cara dos ditos meliantes foi ocultada por umas ilustrações de feições exageradas, a fazer lembrar emojis, como todos eles foram capturados no final. E em poucos segundos.

Esta não é a primeira vez que a Harvey Nichols se destaca nesta área. A campanha do Natal de 2013, intitulada “Sorry, I spent it on myself” [Desculpa, gastei-o em mim], criada pela mesma agência, trouxe à baila uma outra espécie de espírito da época, com a criação de produtos que legitimavam um pedido de desculpa pelo gasto individualista do orçamento natalícios. Uma ideia que valeu à adam&eveDDB quatro Grandes Prémios no Festival Internacional de Cannes.