A maior companhia aérea norte-americana a transportar mercadorias para África, a Delta Air Lines Inc., instituiu esta segunda-feira a proibição do transporte de grandes troféus de caça. A decisão foi tomada após a morte do icónico leão Cecil na semana passada, por um dentista norte-americano no Zimbabwe. Outras duas grandes transportadoras norte-americanas, a American Airlines e a United Airlines também vão aplicar a regra.

A nova regra vai ser aplicada a nível global e entra em vigor imediatamente, revelou a Delta esta segunda-feira segundo a agência Bloomberg. Inclui a proibição de transporte de animais como elefantes, rinocerontes, leopardos, búfalos e leões. Em comunicado, a empresa afirmou que “antes da proibição, a política rigorosa da Delta cumpria de forma absoluta todos os regulamentos dos governos em relação às espécies protegidas”.

Ainda antes da morte de Cecil, as transportadoras aéreas já estavam a ser pressionadas por vários grupos ativistas pelos direitos dos animais para que instituíssem a proibição.