1 – São muitos anos a virar frangos. E não só

A família responsável pelo Nogueira’s Fire Food, inaugurado há menos de uma semana, não caiu de paraquedas nisto da restauração. Pelo contrário. Os irmãos Henrique e Ivo Nogueira, dois dos responsáveis, são filhos de Octávio Nogueira, dono de um mini-império de churrasqueiras no Norte do país. O outro homem da casa, o primo Francisco Ribeiro, trabalha com a família há vários anos, tendo sido responsável pela decoração de alguns dos espaços do grupo. “Fomos os primeiros a acabar com as churrasqueiras de metro e vinte de tijoleira”, conta. Mas os pergaminhos da família neste ramo não servem apenas de garantia a quem visita o espaço, ou de introdução a quem lê o texto — também deram origem a um vídeo que está em exibição em diferentes ecrãs do restaurante, da entrada à casa de banho. Leu bem, à casa de banho. Mas não é preciso fazer a viagem para o ver. Ei-lo aqui.

[jwplatform E8gFvssM]

2 – Lugares não faltam. E dois carvalhos maciços também não

O conceito desenvolvido pelos Nogueiras obriga a fazer as coisas em grande. “Precisávamos de um espaço com mais de 150 lugares”, explica Henrique, quando questionado sobre a escolha do local para instalar o restaurante. O edifício em questão não há-de ser estranho a muitos lisboetas. Trata-se do mesmo que acolheu, em tempos, a pizzaria Maritaca, na Avenida 24 de julho, ao lado da antiga Kapital (atual Main). Vêm desse tempo, aliás, os dois fornos a lenha que muito jeito dão para concretizar o sufixo Fire Food. Tudo o resto é novo: das paredes de xisto, extraído da pedreira de Valongo, aos dois carvalhos maciços da Serra Leoa que servem de base a duas mesas corridas. No centro do bar destaca-se uma representação de uma nogueira. Que podia até nem ser representação, antes uma árvore a sério. “Quisemos mesmo pôr uma nogueira aqui dentro mas era muito complicado”, lamenta Francisco.

NOGUEIRAS DR703

Uma das mesas corridas cuja base é um carvalho maciço da Serra Leoa.
(DR / Nogueira’s Fire Food)

3 – A carne é variada e as pizzas são napolitanas

Se a oferta de carne de vários animais — frango, vaca ou porco — e cortes se compreende, tendo em conta a origem do Nogueira’s, a vertente de pizzaria napolitana é menos óbvia. Mas também tem explicação. “Aprendi a receita da massa do mestre Antonio Mezzero e decidimos trazer as pizzas para aqui, porque é um produto que está na moda”, revela Francisco. A maioria dos ingredientes vem de Itália, garantem, até porque só assim se consegue reproduzir a receita do responsável pela Pulcinella, uma das melhores, mais conceituadas e mais concorridas pizzarias do país. Em breve, será possível pedir pizzas de cerca de um metro (86 centímetros), para partilhar, uma opção que aguarda apenas pelas pás especialmente encomendadas para o efeito. Além destes dois tipos de produto há ainda saladas e um prato de bacalhau, feito na brasa, que Francisco garante ser “um espetáculo”. Não menos importante, referem os responsáveis, é a opção take away, presente em todos os pratos.

pizza1nogueiras

A pizza Mar e Terra (12,50€) é uma das oito disponíveis no menu. (DR / Nogueira’s Fire Food)

4 – Os preços também têm pronúncia do Norte

É sabido que no Porto (e no Norte, em geral) é mais barato almoçar ou jantar fora do que em Lisboa. E essa é uma qualidade que a família Nogueira quer trazer para o seu primeiro restaurante na capital. “Até já me disseram que não devia baixar muito os preços, para controlar o tipo de cliente, mas é assim que queremos fazer”, diz Francisco. Assim, uma visita ao Nogueira’s pode ficar bastante em conta, principalmente se a opção for frango: o prato de meio frango custa 4,10€ e quatro coxas ficam por 4,90€. Já as pizzas rondam os 10€ e os outros pratos de carne estão um pouco acima: a posta de vitela (350 gramas) custa 11,50€, o bife da vazia (350 gramas) 13,50€ e a mista do campo (um prato com picanha, bife, costelinhas, frango, bacon e chouriço), para quatro pessoas partilharem, custa 48€.

nogueirasdrgrelhada

O Misto do Campo, como lhe chamam, dá para quatro pessoas e custa 48€.
(DR / Nogueira’s Fire Food)

5 – Lisboa é só a primeira árvore. Outros Nogueira’s virão

Henrique Nogueira, que antes de se dedicar ao restaurante participava no Campeonato Mundial de Enduro, é bastante claro quanto aos objetivos dos responsáveis: “Queremos expandir-nos internacionalmente.” E essa internacionalização podia até ter acontecido antes mesmo de o Nogueira’s abrir em Lisboa. “A nossa intenção era ter aberto o primeiro restaurante em Barcelona, mas depois encontrámos este espaço aqui e decidimos avançar”, explica Henrique. Londres, por exemplo, está nos planos do grupo. Haja fogo para isso.

Nome: Nogueira’s Fire Food
Morada: Avenida 24 de Julho, 68F (Santos), Lisboa
Telefone:  21 584 1515
Sitenogueiras-firefood.com
E-Mail: geral@nogueiras-firefood.com
Horário: Todos os dias das 12h às 15h30 e das 20 às 23h30
Preço Médio: 18€
Reservas: Aceitam