786kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Experimentador Implacável

Experimentador Implacável

La Trattoria. Classe, bom gosto e buffet

Enfiado numa arcadas com um look anos 70, no La Trattoria só há portugueses com bom ar, daqueles que parecem conhecer-se todos uns aos outros.
Experimentador Implacável

Pobre pastelaria Mexicana

Infelizmente não se come património e no fim da refeição voltei a constatar que em Portugal é onde se pode comer melhor mas também é onde muitas vezes se come pior.
Experimentador Implacável

Pica-Pau. Confusão no paraíso dos petiscos

Na nova Lisbonne do turismo, este é um daqueles locais onde encontraríamos Isabelle Adjani a almoçar com o seu contabilista, discutindo impostos. Sublinho as doses certas e qualidade das frituras.
Experimentador Implacável

Não guardaremos memória da comida do "Mercado"

Mais do que um tesouro, o “Mercado” de Alcântara é uma fábrica, um refeitório mais simpático e com mais oferta, para uma digestão demorada dos jaquinzinhos fritos do almoço.
Experimentador Implacável

Daria 1150€ por uma máquina de café?

Adaptada aos nossos gostos e perfis, a De'Longhi Eletta Explore fala línguas num tom suficientemente atrevido para a Joana Marques lhe dedicar um “Extremamente Desagradável".
Experimentador Implacável

"Oeiras Valley Gourmet". Um teste ao Guia Isaltino

A Carula, por exemplo, não é grande, não é notório, não se impõe, é normal, o sítio onde se vai familiarmente. Nisso o assessor que escreveu o discurso ao presidente da Câmara acertou.
Experimentador Implacável

Comer numa quinta de casamentos? Oh, sim!

Na aldeia de Arroios, perto de Vila Real, há um restaurante com joelho de porca, cabritinho, língua de vitela e um bacalhau de antigamente. A Quinta do Paço é uma lição contra preconceitos.
Experimentador Implacável

A tragédia do Portucale

O mítico restaurante do Porto, que já teve uma estrela Michelin, está a definhar, perante o sorriso complacente de todos. A desgraça atinge o pico na última etapa do almoço.
Experimentador Implacável

Papa, figos e tomate que sabe mesmo a tomate

Em pleno agosto, fomos ao Alandroal para comer no Alentejo verdadeiro e meter cerca de 200 quilómetros entre nós e os peregrinos e os altares.
Experimentador Implacável

Uma izakaya bonita e saborosa em Aveiro

Já tínhamos os bistrôs, as trattorias, os bares de tapas e as taquerias, mas eis que 2022-2023 se afirma como a época das izakayas. Fomos a uma, em Aveiro, e saímos satisfeitos.
Experimentador Implacável

A glória de uma Piazza sem pizza

Não tem uma Vespa à porta, nem tarantelas, nem sequer pizza, mas revela que a Itália é muito mais rica do que supunha. Eis a muito recomendável Piazza Sicília - Osteria di Michele Bono.
Experimentador Implacável

Desbravando a Flora de Viseu 

Gelado de levedura? Broa de cacau? Picles de funcho? Em pleno bairro histórico da capital beirã nasceu o Flora, um pequeno bistrô vanguardista, cheio de amor e mistério. 
Experimentador Implacável

No Eduardo, as conquilhas ainda são assunto sério

"Pat", dizia-me um amigo: "Prepara-te para conhecer um dos segredos mais bem guardados na Linha de Cascais". Obediente e sem nada de melhor para fazer "dans ce jour", aceitei a proposta. E ainda bem.
Experimentador Implacável

O melhor de 2023 (até ver)? Um croissant do Careca

Depois de voltarmos a comer um feioso, gorduroso e muito açucarado exemplar desta iguaria, compreendemos que estes podem muito bem ser a pior coisa do mundo, com exceção de todas as outras, claro.
Experimentador Implacável

Macau Dim Sum? Hum… nem sempre me cheira

Um estranho aroma fez-me torcer o nariz numa das visitas. Para evitar juízos apressados, regressei em força e em boa hora ataquei os raviolis de tubarão.
Experimentador Implacável

Para quê tanto conceito quando temos tremoço?

Comida boa, empregados simpáticos, mas não deixei de ficar com a sensação que nada distingue a Catalazete de qualquer cervejaria moderna que abra amanhã num local com acesso a net e Instagram.
Experimentador Implacável

Canjinha ou salada de polvo? Abençoado Corrupio

Os anglosaxónicos que andam pelo Cais do Sodré têm a palavra “serendipity” para descrever acasos felizes. Eu tenho termos como “carne de porco à Alentejana” e chega-me. Isso e o preço razoável.
Experimentador Implacável

Uau! Fui ao Galeto e vim a sorrir de felicidade

No Galeto, até podiam servir sanduíches de serradura, que o dia estaria sempre ganho. Em que outro lugar da Terra é possível comer uma língua de vaca com puré às duas da manhã?
Experimentador Implacável

Carvoaria Jacto, um porto seguro para carnívoros

Em 1953, nasceu uma carvoaria no número 6 da Rua Maria Andrade. 70 anos depois, a única semelhança é que o carvão, agora em brasa, continua a ser fundamental para o sucesso do negócio.
Experimentador Implacável

Uma odisseia na Bacalhôa

Queríamos cultura, tivemos cultura. Não vimos nem um cacho de uvas nem um daqueles enólogos giros que usa camisa Ralph Lauren. Parece que passámos a tarde num episódio de Succession.
Experimentador Implacável

O Relento de Algés voltou em força

Ninguém vai à mais portuguesa das marisqueiras da região de Lisboa, com o aconchego de antigamente, para complicar, resolver o problema da sustentabilidade da segurança social ou da seca. Ainda bem.
Experimentador Implacável

Bolo rei? La Garrett c’est chouette!

Melhor que um bolo rei só um bolo rei pleine d’histoire, sem essas parvoíces de Nutella e outras invenções recentes. Como noutros locais, também na Garrett se faz fila para levantar o bolo.
Experimentador Implacável

Raminhos Desserts. Ideia audaz, restaurante capaz

Um restaurante de sobremesas. A ideia de Ana Raminhos até pode soar esdrúxula, mas está tão bem concretizada que nem é preciso ser particularmente guloso para sair de lá satisfeito.
Experimentador Implacável

Spot Market. Um passeio no Instagram com charriots

Se vos disserem que a vida não é nada como o Instagram, é porque nunca estiveram num Spot Market. Ali, por cada pessoa feia e sem estilo há cinco estupendas que compensam. O algoritmo não falha.
Experimentador Implacável

Mari: o melhor sabor de gelado é o schadenfreude

A gelataria Mari abriu em frente à gelataria Itália, vulgo Conchanata, uma instituição de Lisboa. Podia dar-se o caso de ser uma enorme desconsideração, mas é apenas uma benção.
Experimentador Implacável

À procura do Nunes

No princípio de agosto descobri que o Nunes Real Marisqueira fechara e quase tive um chilique. Felizmente, percebi que a umas dezenas de metros de distância abriu um novo, na direção de Algés.
Experimentador Implacável

O que é que fizeram à Piriquita, canário?

Os travesseiros da Piriquita em Lisboa não se desfazem em migalhas à primeira dentada nem ameaçam queimar a língua, muito menos o palato. Qual é, então, o seu propósito?
Experimentador Implacável

Praia das Bicas. Com o Reininho na barriga

Procurando não tropeçar com as minhas mules de ráfia, olho para baixo e penso que é difícil perceber no imediato o que o The Guardian viu na Praia das Bicas. Afinal, "não sabemos a sorte que temos".
Experimentador Implacável

A invulgar inteligência do Café Janis

Normalmente, tenho um problema com spots feitos a pensar em pessoas que usam Vans pretos, nasceram com smartphone na mão, usam óculos sem precisar e veem o abacate como preponderante. Aqui não.
Experimentador Implacável

Roendo uma laranja na falésia

Vivemos um pouco a mania dos sítios especiais, aqueles onde dizemos sentir qualquer coisa que não sabemos explicar e o Cabo Espichel é um desses locais, não tenham dúvida.
Experimentador Implacável

Há um lugar no meu coração para "a Galp da A5"

Fica entre Lisboa a Cascais e os verdadeiros frequentadores assíduos chamam-lhe simplesmente "a bomba". É um território com regras próprias, que só não tem xerife porque ainda ninguém se lembrou.
Experimentador Implacável

O Palácio: pormenor e preceito a bom ritmo

Acontece sempre que vou ao Palácio, em Alcântara. É bom? Nem por isso. É mau? Nem por isso. É  outra coisa. Eu explico.
Experimentador Implacável

Lx Factory, o sítio mais hipster da capital

Este ano e surpreendentemente já estive por três vezes na Lx Factory. Escrevo surpreendentemente porque quem vive em Lisboa só vai à Lx Factory ao lançamento de livros de amigos e conhecidos.
Experimentador Implacável

Confinamento? Dias de sofá, televisão e delivery

Como não me deixam sair à rua, há quatro dias que estou para aqui a mandar vir. Já virei frangos e gringas, sorvi sopa quente e massa fresca. E acompanhei tudo com vinho da casa.
Experimentador Implacável

O aeroporto de Lisboa é uma K7 gravada em casa

Não conheço ninguém que diga Humberto Delgado, e isso é bom. Quando olho para os restaurantes do aeroporto fico com saudades da nova Boulangerie que o Gomes abriu na Comporta.
Experimentador Implacável

O minigolfe é só uma péssima ideia

Coisas do coração levaram Lourenço Viegas ao minigolfe, na Calçada do Ferragial, em Lisboa. Dez anos depois, o antigo crítico gastronómico está de volta a estas coisas.
Experimentador Implacável

Os novos Experimentadores Implacáveis 

O regressado Lourenço Viegas e a estreante Patricia Le Mans juntam-se a Arnaldo Valente na equipa de críticos que dá estrelas ao melhor (e ao pior) do lifestyle, dos restaurantes ao minigolfe.
Experimentador Implacável

Hen.tai: sushi, ramen e pornografia

Confesso: fui atrás da promessa de uma refeição japonesa com requinte de produção pornográfica. Estava à espera de uma noite de coboiada, acabei por ter um serão de missionário.
Experimentador Implacável

Listening bars: comi bem mas não ouvi grande coisa

Para escutar como se vive em Lisboa a moda que nasceu no Japão nos anos 50, fui experimentar dois bares, o Dahlia e o Boavista Social Club. Acabei a conhecer dois restaurantes. Listening? Quase nada.
Experimentador Implacável

Ni Michi. Revolução latina? Finalistas em Cancun?

Na Lx Factory, fui provar uma amostra da vaga latino-americana que está a invadir Lisboa. Comecei com um ceviche clássico para despachar a coisa. Desligado e deslavado. Dito de outra forma, não é bom.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos