Um navio cargueiro ficou encalhado ao largo de Cascais devido ao mau tempo. Equipas marítimas de Cascais e Lisboa estão a tentar resgatar os tripulantes. “A situação é grave” disse à Lusa fonte da capitania do porto de Cascais.

Os 22 tripulantes do navio que está encalhado na zona da baía de Cascais ainda não foram resgatados devido à forte ondulação que se faz sentir, mas encontram-se fora de perigo, disse à Lusa a Marinha Portuguesa.

O navio é um petroleiro de 274 metros, proveniente das Bahamas, que encalhou na zona da baía de Cascais, tendo o alerta sido dado pelas 12:00, indicou o comandante Paulo Vicente, porta-voz da Marinha Portuguesa.

Pelas 15:15, três rebocadores conseguiram chegar junto da embarcação, que entretanto foi arrastada cerca de 400 metros pela costa de Cascais. O trabalho das equipas de socorro e o controlo da embarcação por parte do comandante está a ser dificultado pela forte agitação marítima que tem vindo a arrastar o navio.

No resgate está envolvida a Marinha e a Força Aérea Portuguesa, assim como a Polícia Marítima de Cascais e de Lisboa. A Marinha adiantou que, pesar de se tratar de um petroleiro, não há qualquer risco de impacto ambiental.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) já registou 185 ocorrências, este sábado, devido ao mau tempo, essencialmente relacionadas com quedas de árvores e de estruturas, com maior incidência para os distritos de Lisboa e Setúbal.

Em declarações à agência Lusa, o comandante José Leite explicou que a maioria das situações ocorridas nas últimas 12 horas diz respeito a quedas de árvores e de estruturas, como painéis, outdoors, algerozes das casas ou andaimes.

Outra das razões que obrigou a acionar os serviços da proteção civil prende-se com a limpeza de vias, acrescentou o responsável, explicando que a grande maioria destes problemas estão relacionados com os ventos fortes.

As chuvas provocaram apenas seis inundações em todo o país.

Os distritos mais afetados pelo mau tempo são Lisboa (68 ocorrências) e Setúbal (33), seguindo-se Beja (16 ocorrências) e Évora (12).

De acordo com as previsões do instituto de meteorologia, ao final do dia de hoje o tempo deverá melhorar.