477kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

A encruzilhada das conexões em Davos ou o que une Charlize Theron e Bill Gates

Este artigo tem mais de 5 anos

Na reunião anual do Fórum Económico Mundial, há ligações improváveis para conhecer entre os convidados que debatem o mundo em Davos, na Suíça. O que têm Kevin Spacey e um banqueiro em comum?

i

Observador

Observador

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Num cantinho do este da Suíça, uma cidade dominada por bosques cobertos de neve recebeu esta quarta-feira a elite económica e social de todo o mundo. O Fórum Económico Mundial está de regresso a Davos para mais uma reunião anual e nela estão algumas das pessoas mais proeminentes de vários ramos da sociedade: magnatas, artistas, intelectuais e jornalistas. São mais de 2500 pessoas de mais de 100 países diferentes, todas reunidas na pequena – e abastada – cidade suíça para discutir as questões que abalam o mundo.

Mas não é só nos corredores de uma das reuniões mais famosas do planeta que personalidades vindas de mundos diferentes se cruzam. Eles partilham entre si muitos outros aspetos, vindos de outros encontros. São ligações improváveis à primeira vista: o que pode Kevin Spacey ter em comum com um dos maiores banqueiros do mundo? Que ligação têm Charlize Theron e Bill Gates?

A BBC foi em busca dos cruzamentos que existem em Davos, mas que já vêm do passado. E nós desenhámos este mapa para lhe indicar o caminho dentro do labirinto, que é mesmo muito denso. Carregue em cima da imagem para poder explorar o mapa em tamanho aumentado.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.