Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A empresa Twitter anunciou, na sexta-feira à noite, que suspendeu 125 mil contas de utilizadores só na segunda metade do ano 2015, por conterem “conteúdos terroristas”. Revelou a empresa que as contas foram suspensas “por terem ameaçado ou feito a promoção de atos terroristas, ligados em primeiro lugar ao Estado Islâmico”.

Lembre-se que os Estados Unidos, bem como governos de outros países, têm aumentado a pressão, sobretudo depois dos atentados de Paris e de San Bernardino, no sentido de reforçar a luta contra a propaganda jihadista, com especial incidência nas redes sociais.

Para dar resposta ao apelo, a empresa Twitter aumentou as equipas que estão encarregues de examinar 0s conteúdos, “reduzindo de maneira importante a nosso tempo de resposta”. Aquando da apresentação deste números, a empresa reconheceu porém que não existe um “algoritmo mágico para identificar os conteúdos terroristas na internet” e que, por isso, “as plataformas são obrigadas a tomar decisões difíceis” com base em informações limitadas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR