O Benfica, no rescaldo da vitória na ‘Champions’, regressa no sábado à I Liga de futebol, com uma visita de algum risco ao Paços de Ferreira (18h30), num jogo em que as ‘águias’ estão proibidas de perder pontos.

A equipa ‘encarnada’ deu boa resposta na terça-feira frente ao Zenit (1-0), na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, poucos dias depois de, contra todas as previsões, perder em casa o ‘clássico’ com o FC Porto (2-1), deixando o Sporting isolado na liderança do campeonato.

O guarda-redes brasileiro Júlio César deixou claro que a principal meta continua a ser o 35.º título, e a três pontos do Sporting — quando o defronta a 05 de março (25.ª jornada) -, a equipa de Rui Vitória não pode falhar mais.

Na Mata Real, os ‘encarnados’ têm a história a seu favor, mas na última época, com Jesus como técnico, a equipa perdeu (1-0), interrompendo uma sequência consecutiva de triunfos desde 2007 (oito vitórias).

No lado do Paços (6.º classificado), sem vencer há cinco jogos na I Liga, o técnico Jorge Simão também não terá tarefa fácil, num momento em que a equipa tem muitas lesões, Ricardo está castigado e não pode utilizar os emprestados Pelé, Fábio Cardoso e Ponck.

Com o vice-líder a entrar em campo no sábado, o Sporting — após jogar na quinta-feira para a Liga Europa com o Bayer Leverkusen — tentará defender a liderança na segunda-feira, dia em que recebe o Boavista (20:00).

Os ‘leões’, com William Carvalho castigado, reencontram uma equipa que lhes roubou pontos (0-0) na primeira volta e que tem vindo a recuperar com Erwin Sanchez no comando técnico, não perdendo há cinco jogos (duas vitórias e três empates).

A ‘retoma’ permitiu aos ‘axadrezados’ deixarem a zona de despromoção, ocupando o 16.º lugar, dois pontos acima da linha de descida.

O FC Porto, que também joga na quinta-feira para a Liga Europa com o Borussia Dortmund antes da 23.ª jornada, tem compromisso teoricamente acessível na I Liga, quando no domingo receber no Dragão o Moreirense (18:15).

A equipa de José Peseiro, terceira no campeonato, mostrou na Luz que ainda está ‘viva’ e o embate com a formação de Moreira de Cónegos – com a qual empatou fora na primeira volta – é uma oportunidade de ouro para continuar ‘colada’ no ‘pelotão’ da frente.

A jornada tem ainda o aliciante de oferecer no domingo um dérbi minhoto, entre Sporting de Braga (4.º) e Vitória de Guimarães (5.º), separados na Liga por dez pontos e com os vimaranenses ameaçados no último lugar europeu por Paços, Arouca, Rio Ave e Belenenses.

É uma fase difícil para a equipa de Sérgio Conceição, que após a visita a Braga recebe o candidato Sporting, já na 24.ª jornada.

À espreita de deslizes na luta pela última vaga europeia, estarão Belenenses (9.º) e Arouca (7.º), que se defrontam no domingo (16:00), no Restelo, e Rio Ave (8.º), que no sábado visita a ‘aflita’ Académica (17.ª).

O Belenenses não poderá contar com o técnico espanhol Julio Velaszquez, castigado com dez dias de suspensão pelo Conselho de Disciplina, por palavras dirigidas ao árbitro João Pinheiro, no jogo em que os ‘azuis’ venceram o Moreirense (3-2).

A jornada abre na sexta-feira, dia em que o União da Madeira recebe o Estoril-Praia, e tem ainda jogos entre Vitória de Setúbal e Nacional, no sábado (18:00), e Tondela e Marítimo, no domingo (16:00).

I Liga, 23.ª jornada:

  • Sexta-feira, 19 fev:

União da Madeira — Estoril-Praia, 20:30 (SportTV).

  • Sábado, 20 fev:

Vitória de Setúbal — Nacional, 18:00.

Paços de Ferreira — Benfica, 18:30 (SportTV).

Académica — Rio Ave, 20:45 (SportTV).

  • Domingo, 21 fev:

Belenenses — Arouca, 16:00 (SportTV).

Tondela — Marítimo, 16:00.

FC Porto — Moreirense, 18:15 (SportTV).

Sporting de Braga — Vitória de Guimarães, 20:30 (SportTV).

  • Segunda-feira, 22 fev:

Sporting — Boavista, 20:00 (SportTV).