Tudo começou quando ele, um jovem de 21 anos, se fez passar por advogado da família e a raptou em 2014. A adolescente, de 13 anos, ficou durante dois anos sequestrada num apartamento em Tóquio e só conseguiu libertar-se este fim de semana.

A rapariga de quinze anos conseguiu fugir quando o raptor saiu de casa para ir às compras e pela primeira vez deixou a porta do apartamento destrancada. A rapariga fugiu e chamou a polícia, que, entretanto capturou o raptor a cerca de 100 km de Tóquio. De acordo com media locais, o homem, Kabu Terauchi, terá tentado suicidar-se. A identidade da rapariga ainda não foi confirmada, mas alguns jornais avançam tratar-se de Ana Saito.

O alerta foi dado no domingo, quando a rapariga conseguiu fugir ilesa do rapto que durou dois anos.

O rapto foi pensado pelo homem que se fez passar por advogado da família. De acordo com a imprensa local, Kabu Terauchi terá dito à adolescente que os pais se estavam a separar e que ele era o advogado que estava a tratar do divórcio. Ela entrou no carro e não mais foi vista.

A família ainda encontrou uma nota escrita por ela a dizer para não ser procurada.

Police investigators enter an the apartment of the suspect believed to be lived with a girl in Tokyo on March 28, 2016. A Japanese girl who vanished two years ago has returned home after escaping from the apartment of the university student who had held her captive, police and local media said March 28. / AFP / JIJI PRESS / JIJI PRESS (Photo credit should read JIJI PRESS/AFP/Getty Images)

Polícia a investigar o apartamento onde a adolescente esteve cativa (JIJI PRESS/AFP/Getty Images)