Foi proposta a utilização de um terceiro indicador de género, para além de masculino ou feminino, num cartão de identificação — o indicador X — pela província de Ontário, Canadá. Este domingo, Justin Trudeau, o primeiro-ministro canadiano, afirmou que o governo canadiano está a ponderar a hipótese da introdução de uma opção de género neutro.

Foi durante uma parada do orgulho gay, nas ruas de Toronto este domingo que Justin Trudeau confirmou à estação televisiva CP24 que o governo estava a explorar as “melhores opções” e a estudar a jurisdição existente, informa o The Guardian.

A opção que está a ser estudada é a introdução de um género neutro – género X – nos documentos de identificação, como a carta de condução. Países como a Austrália, Nepal e Nova Zelândia já têm a opção do indicador de género X.

O primeiro-ministro elogiou ainda a decisão canadiana de “aligeirar” as restrições impostas a homossexuais quando vão dar sangue — poderão dar sangue se tiverem passado um ano em abstinência, sendo que anteriormente tinham de estar cinco anos.

Trudeau referiu ainda o atentado em Orlando, Florida, nos Estados Unidos. Durante o tiroteio num par gay, morreram 49 pessoas.