Em seis meses, a Feedzai duplicou o número de transações comerciais que analisa todos os dias, em tempo real. A startup de Coimbra, especializada no combate à fraude, ultrapassou os 2.000 milhões de dólares (cerca de 1.800 milhões de euros, à taxa de câmbio atual) monitorizados diariamente, através do seu software construído à base de machine learning e big data (grandes análises de dados).

Para Nuno Sebastião, líder executivo da empresa, “a duplicação destes valores é consequência do crescimento global” da Feedzai, que tem sido exponenciado pelos “contratos celebrados em várias regiões do mundo onde já analisamos transações de grandes marcas de renome quer no retalho, quer no setor financeiro”. Entre os clientes da empresa estão, por exemplo, a Deloitte, a Vodafone, a PayPoint e o First Data, o maior processador de pagamentos do mundo.

A internet tem transformado a natureza da segurança dos dados, e o acesso e partilha dos mesmos, que se tornam cada vez mais amplos e circulam com maior facilidade. Nesse sentido, é crucial o desenvolvimento de mecanismos que ajudem a identificar desvios de determinados padrões comportamentais (…), tornando a deteção de fraude cada vez mais eficaz, sem comprometer a experiência do utilizador e dos comerciantes”, complementa o líder da Feedzai.

O sistema desenvolvido pela Feedzai faz uma análise histórica e comportamental às organizações que intermedeiam as transferências eletrónicas de comerciantes, bancos, processadores de pagamentos e compradores, em tempo real. O objetivo é o de reduzir os riscos inerentes às compras online e às transações bancárias.

A empresa fundada em 2009 por Nuno Sebastião, Paulo Marques e Pedro Bizarro tem vindo a crescer 300% ao ano e, em 2015, atingiu os 20 milhões de euros de faturação. Conta com 110 colaboradores e escritórios em Lisboa, Porto, Coimbra, Silicon Valley, Nova Iorque e S. Mateo. Em maio deste ano, foi distinguida com o prémio AmCham Tribute, da Câmara do Comércio Americana em Portugal, pela sua relação com o mercado norte-americano, que representa já 60% das vendas da empresa.

No mês anterior, a empresa liderada por Nuno Sebastião tinha sido destacada como uma das três empresas tecnológicas mais inovadoras da Europa pela Tech Tour, uma organização que avalia e agrega as 50 empresas europeias de maior potencial e crescimento acentuado, e que considerou a Feedzai o único “potencial unicórnio [empresas com potencial para valer mais de mil milhões de dólares] português”.