Rui Jorge anunciou esta sexta-feira os 17 homens que vai levar ao Brasil para disputar os Jogos Olímpicos, entre 4 e 24 de agosto. A vaga que sobra deve-se a uma desistência de última hora, a 40 minutos desta conferência de imprensa — segundo o jornal O Jogo, tratava-se de Rafa Soares, lateral esquerdo do FC Porto. Sérgio Oliveira, André Martins e Salvador Agra são os três jogadores que excedem os 23 anos.

Bruno Varela (Vitória de Setúbal, 21 anos), Joel Pereira (Manchester United, 20), Edgar Ié (Villarreal, 22), Ricardo Esgaio (Sporting, 23), Tiago Ilori (Liverpool, 23), Tobias Figueiredo (Nacional, 22), André Martins (sem clube, 26), Bruno Fernandes (Udinese, 21), Fábio Sturgeon (Belenenses, 22), Francisco Ramos (FC Porto, 21), Sérgio Oliveira (FC Porto, 24), Tiago Silva (Belenenses, 23), Tomás Podstawski (FC Porto, 21), Carlos Mané (Sporting, 22), Gonçalo Paciência (FC Porto, 22), Nuno Santos (Vitória de Setúbal, 21), Salvador Agra (Nacional, 24).

“É a convocatória possível”, começou por dizer o selecionador olímpico. “Quando escolhemos os 35 jogadores, escolhemos o que seria ideal escolher para os 18 finais. Atendendo às negas que levamos por partes de alguns clubes de alguns jogadores, desses 35, apenas conseguimos 11 jogadores. Depois escolhemos mais oito jogadores, que também nos foram negados. Não seria inteligente da minha parte, nem verdadeiro, dizer que era a convocatória ideal…”

Depois, o treinador contou algo surpreendente: “Tem sido surreal fazer esta convocatória, tem sido extremamente difícil, há uma série de fatores a ultrapassar. Há 40 minutos recebemos um telefonema que nos tirou um dos 18 jogadores que já tínhamos como confirmados…”

Quando perguntado sobre a ausência de jogadores do Benfica, Rui Jorge explicou que entende a posição dos clubes, que, se estivesse na posição desses treinadores, talvez fizesse o mesmo. O selecionador preferiu elogiar clubes como o Belenenses, que de antemão cedeu todos os jogadores. E foi mais além, dizendo que tentou Wilson Eduardo, Lucas João, André Almeida, Ruben Ferreira e Bruma, mas que viu a intenção ser-lhe negada. “Foram muitos casos, foi difícil fazer [a convocatória]. É esta a realidade.”

O futebol nos Jogos Olímpicos não vai ser exclusivo do Rio de Janeiro. Neymar e outros craques vão jogar no Rio (Estádio Maracanã, Estádio Olímpico João Havelange), Brasília (Estádio Nacional Mané Garrincha), São Paulo (Arena Corinthians), Belo Horizonte (Mineirão), Salvador (Itapava Arena Fonte Nova) e Manaus (Arena da Amazónia). O futebol masculino arranca dia 4 de agosto, enquanto o feminino tem o pontapé de saída dia 3. Ou seja, esta modalidade vai arrancar antes da Cerimónia de Abertura, agendada para dia 5 de agosto.

Portugal só vai participar no formato masculino e integra o Grupo D, juntamente com Honduras, Argélia e Argentina. Os portugueses começam com os argentinos no Estádio Olímpico João Havelange, Rio de Janeiro, dia 4 de agosto. A equipa de Rui Jorge volta a jogar dia 7, contra as Honduras, e 10, contra a Argélia.

Os outros grupos

Grupo A
Brasil
África do Sul
Iraque
Dinamarca

Grupo B
Suécia
Colômbia
Nigéria
Japão

Grupo C
Fiji
Coreia do Sul
México
Alemanha