O Discovery é, historicamente, um dos modelos mais emblemáticos e importantes para a Land Rover. A sua primeira geração foi lançada em 1989, no Salão de Frankfurt, e manteve-se no activo sem grandes alterações até 1998, altura em que foi lançado o Discovery2.

Seis anos mais tarde chegou o Discovery3, revelado no Salão de Nova Iorque de 2004. Uma geração que representou uma enorme evolução para este modelo, ao ser a primeira a contar com estrutura autoportante e suspensão independente às quatro rodas. Em 2009 foi lançado o chamado Discovery4, mas a verdade é que, na essência, o modelo que ainda se mantém em produção (sujeito a um restyling em 2013) não é bem um automóvel completamente novo, antes uma actualização relativamente profunda do seu antecessor, e que a partir de então passou a contar com o motor TDV6 e um 5.0-V8 atmosférico, recebendo a caixa automática de oito velocidades em 2011.

Por isso, a chegada de uma geração realmente nova do Discovery só podia ser notícia de destaque. Para já, a Land Rover não adianta grandes detalhes acerca da sua novel criação, embora sempre vá fazendo saber que esta contará com dimensões generosas e sete lugares, e prometendo que foi desenvolvido de forma a oferecer uma versatilidade, capacidades e tecnologia superiores às de qualquer outro veículo do género.

Ora, sabendo dos pergaminhos do Discovery no que ao fora-de-estrada diz respeito, é de esperar do modelo aptidões de nível superior para evoluir no todo-o-terreno, mas desta feita combinadas com igualmente elevadas capacidades para uma utilização em estrada, sem esquecer o requinte e a qualidade. Isso mesmo promete Gerry McGovern, responsável máximo pela Land Rover: “O novo Discovery redefine o SUV de grandes dimensões. As equipas de design e engenharia da Land Rover revolucionaram o ADN do Discovery para criar um SUV Premium muito apelativo, extremamente versátil e altamente capaz”.

O que já é possível conhecer é a aparência exterior do Discovery da quinta geração, pelo menos quando observado de frente, a partir das duas imagens reveladas pela casa de Solihull. Notam-se, como seria de esperar, fortes influências da sua nova linguagem estilística, inaugurada pelo Range Rover Evoque, e seguida pelos Range Rover, Range Rover Sport e Discovery Sport. O que, só por si, já será um bom presságio para a carreira comercial de um modelo que será oficialmente revelado, na íntegra, a 28 de Setembro, em vésperas da abertura de portas do Salão de Paris.