Bugatti

Chiron não vai ter edições especiais. Para já

Embora possa ser uma possibilidade no futuro, a Bugatti garante não estar pensar lançar qualquer edição especial do Chiron. Razão: a forte procura que as 500 unidades previstas têm tido.

Nos próximos tempos não há que esperar novidades do Chiron. Nem sequer uma versão roadster, avançam fontes da Bugatti

Autor
  • Francisco António

Apesar de, na história recente, todos os modelos da Bugatti contarem com edições especiais, a marca de superdesportivos francesa assegura não pensar, pelo menos para os tempos mais próximos, na possibilidade de vir a lançar qualquer edição especial do seu mais recente produto, o Chiron.

Em declarações à “Autocar”, responsáveis da Bugatti garantem, inclusivamente, que não está sequer nos planos o lançamento, a breve trecho, de uma versão roadster. A explicação para esta posição, especialmente depois do sucesso alcançado com o Veyron e as suas várias edições especiais – as quais levaram, inclusivamente, a prolongar o período de vida do modelo –, reside na forte procura que as 500 unidades que a marca prevê fazer do Chiron estão a ter. Sendo que, destas, mais de 200, cada uma com um preço base a rondar os 2,4 milhões de euros, têm já proprietário definido.

Apesar da recusa agora manifestada, é bastante provável que a marca francesa de superdesportivos venha, a exemplo do que já aconteceu com o Veyron, a produzir edições limitadas do Chiron. Até como forma de responder à pressão que certamente irá ser feita pelos tradicionais clientes da marca, aos quais agradará a possibilidade de virem a ter na garagem uma versão ainda mais exclusiva do modelo que já possuem.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)