José António Saraiva vai lançar no dia 26 de setembro um novo livro em que revela conversas com 42 personalidades do espaço público, incluindo todos os Presidentes da República e primeiros-ministros eleitos desde o 25 de abril. A apresentação da obra, que ocorrerá no El Corte Inglés, estará a cargo de Pedro Passos Coelho, presidente do PSD e ex-primeiro-ministro, e de Mário Ramires, jornalista político.

Intitulado Eu e os Políticos – O Livro Proibido, a obra pretende revelar igualmente trocas de correspondência do ex-diretor do Expresso e do Sol com personalidades políticas como Cavaco Silva, Marcelo Rebelo de Sousa, Álvaro Cunhal, Diogo Freitas do Amaral, Francisco Pinto Balsemão, António Guterres, José Sócrates ou António Costa mas também com empresários como António Horta Osório, Jardim Gonçalves ou Hélder Bataglia, entre outros.

A capa do novo livro de José António Saraiva

Em declarações ao Observador, José António Saraiva diz que pretende contar “muitos episódios relevantes para a história dos últimos 40 anos”. “Ou não escrevia nada — o que era pena, pois [o livro] descreve muitos episódios relevantes para a história dos últimos 40 anos, contados pelos próprios protagonistas — ou escrevia para publicação póstuma. Mas que diferença havia neste caso? As revelações eram as mesmas. Só eu não estaria cá para arcar com as criticas…”, explica.

José António Saraiva diz ainda que o livro, que será publicado pela Gradiva (a última editora do seu pai, António José Saraiva), teve um processo de “escrita solitária”: “Ninguém leu até ser entregue ao editor. Nem a minha mulher. Se lesse, não me deixava publicar…”