Antero Luís avançou com duas participações disciplinares contra Carlos Alexandre e a procuradora Susana Figueiredo, noticiou esta terça-feira o Diário de Notícias. As queixas foram feitas pelo juiz desembargador ao Conselho Superior de Magistratura (CSM) e ao Conselho Superior do Ministério Público, respetivamente, organismos responsáveis por disciplinar os dois magistrados.

A participação contra Carlos Alexandre já foi confirmada pelo CSM que, em comunicado, disse ter recebido a queixa no dia 16 de setembro. Segundo o Diário de Notícias, o antigo diretor do Serviço de Informações e Segurança (SIS) ter-se-á queixado da forma como o seu nome foi envolvido no processo dos “Vistos Gold”, informação sobre a qual “o CSM não se pronuncia”.

A participação avançada contra Susana Figueiredo ainda não foi confirmada oficialmente.

Durante a investigação do caso, o magistrado foi apanhado em conversa com o principal arguido, António Figueiredo. Além disso, Antero Luís foi fotografado pela PJ a jantar com o ex-presidente do Instituto dos Registos e Notariado na companhia de um dos arguidos de nacionalidade chinesa.

Por esse motivo, durante a fase de inquérito, a procuradora Susana Figueiredo mandou emitir uma certidão com as suspeitas que recaiam sobre Antero Luís e os juízes desembargadores Horácio Pinto e Vaz das Neves, que acabaram por ser arquivadas pelo Tribunal de Justiça.

Notícia atualizada às 15h30 com o comunicado do Conselho Superior de Magistratura