Pela primeira vez desde 2001, as vendas da Apple começaram a cair. Até 24 de setembro deste ano, a empresa de Silicon Valley fez 215,6 mil milhões de dólares (197,39 mil milhões de euros), o que corresponde a uma queda de 8% face a 2015, refere o The Guardian. Em termos de lucros, os números equivalem a uma descida de 14%.

Só entre julho e setembro, as vendas caíram 9%, para 46,85 mil milhões de dólares (42,89 mil milhões de euros). O produto mais afetado foi o iPhone, cujas vendas correspondem a dois terços dos lucros. No primeiro quadrimestre, a Apple vendeu 45,5 milhões de iPhones, menos 5% do que no ano passado.

Os analistas estão preocupados que a Apple tenha atingido o “pico”, ou seja, que praticamente todas as pessoas que têm possibilidade de comprar um iPhone ou outro produto da empresa já o tenham feito. Isto significa que as vendas da empresa norte-americana podem continuar a cair nos meses que se seguem.