A coligação no Governo da Estónia caiu esta segunda-feira. Dois dos partidos que a sustentavam pediram a demissão do primeiro-ministro Taavi Roivas, líder do Partido Reformista. “Para os sociais-democratas do SDE e para os conservadores do IRL a cooperação com o Partido Reformista no governo terminou”, afirmou Heidi Ojamaa, porta-voz do SDE.

No poder desde abril de 2015, a coligação tinha 59 dos 101 lugares do parlamento.

Taavi Roivas era um dos oradores convidados a discursar sobre “o futuro do mundo e o papel da tecnologia” no Lisbon Global Forum da Web Summit, mas a sua presença foi cancelada nas últimas horas.