O Volkswagen Golf GTI Clubsport S (310 cv) pode ficar descansado. O seu tempo “canhão” de 7:49:21 – mais rápido que o anterior detentor do título, o Honda Civic Type R também com 310 cv (7:50:63), e que o BMW M4 de 431cv (7:52) – não vai tentar ser batido pelo i30N, o primeiro modelo daquela que será a nova submarca assumidamente desportiva da Hyundai.

A garantia foi dada à Autocar por um porta-voz da marca sul-coreana, segundo o qual o futuro i30N se vai centrar mais na experiência de condução, do que propriamente em destacar-se como o veículo capaz de dar a volta mais rápida ao Nürburgring. Isto apesar das ligações quase umbilicais ao circuito alemão, tanto da Hyundai, que aí tem um centro de testes, como da própria submarca N, cujo nome deriva (também) do N de Nürburgring. E, recorde-se, apesar da posição agora assumida, a verdade é que o desportivo foi apanhado em testes no circuito alemão, durante a actual fase de desenvolvimento.

Por seu lado, o CEO da Hyundai UK, Tony Whitehorn, aproveita para definir prioridades. E fazer do i30N o modelo de tracção dianteira mais rápido do Nürburgring não parece ser uma delas:

A nossa marca deixou de ser um fabricante de produtos centrados no preço, para tentar passar a ser uma marca dominante. Ora, para isso, o importante é acrescentar personalidade. Algo que a nossa submarca N vem fazer, na altura certa.”

O futuro i30N terá por base o RN30 Concept apresentado já este ano no Salão Automóvel de Paris e deverá contar, sob o capot dianteiro, com um motor capaz de debitar 262 cv de potência. No entanto, para aqueles que pretendem mais, a marca sul-coreana tem igualmente prevista uma versão mais extremada, que terá a designação i30N Plus. E que, segundo as notícias já divulgadas, promete ser um rival à altura de modelos como o Ford Focus RS.

Entretanto, se quiser ver em pista o actual detentor do recorde de velocidade para um tracção dianteira, assista ao vídeo: