Rádio Observador

Cosmética

Cheirosa e cheia de benefícios, a água de rosas está de volta

Cleópatra usava-a, Shakespeare escreveu sobre ela e com o tempo tornou-se o produto essencial na rotina de uma mulher. A água de rosas pode ser velhinha mas não murchou e está na cosmética moderna.

Autor
  • Helena Magalhães

As gerações mais novas provavelmente não se lembram, mas em tempos idos a água de rosas era o produto que quase todas as mulheres tinham na casa de banho (juntamente com o pó de arroz). Podiam não usar cremes — nem séruns, nem tónicos, nem óleos, nem máscaras faciais –, mas a água de rosas nunca faltava.

E há uma explicação para isso: a água de rosas é um ingrediente natural com benefícios que melhoram a pele em diversos aspetos: hidrata, purifica, acalma e limpa. As suas propriedades cosméticas são reconhecidas e valorizadas, razão para continuar a ser utilizada em muitos dos cosméticos modernos, agora com embalagens inovadoras. Mas porque não é só a moda que é cíclica — o mesmo acontece na beleza — regressámos a 1990 e a água de rosas na sua forma mais simples voltou a estar em voga.

De Cleópatra a Shakespeare

Segundo a Royal Sense, uma marca que produz água de rosas, este cosmético tem sido usado no mundo há milhares de anos. Pensa-se que os romanos foram o primeiro povo a documentar os seus poderes de cura para mais de 30 doenças e que a rainha do Egito era uma das suas maiores fãs: Cleópatra banhava-se regularmente nesta água como forma de embelezamento. Mais tarde, Shakespeare viria a escrever que os navios de Cleópatra eram perfumados com água de rosas e que os próprios ventos, apaixonados pelo cheiro, corriam a favor deles. Cientificamente falando, a história dá ao cientista persa Avicenna os créditos da invenção do processo de extrair água das pétalas das rosas por volta do século XI.

O que é que a água de rosas não faz?

Hoje em dia ainda se continua a tirar proveito de todos os benefícios que esta água nos dá, razão para tantos cosméticos, no meio de ingredientes modernos e inovadores, terem água de rosas na sua composição. Além de poder ser usada em todos os tipos de pele, ajuda a acalmar a pele sensível e irritada, equilibra a oleosa, tem ação anti-idade, hidratante, suaviza linhas e dá brilho. Pode ser usada como tónico, para limpar a pele, tem efeito descongestionante (alivia olheiras), graças ao seu teor de vitamina C protege-nos contra os radicais livres, atua nas manchas, no acne, nas irritações da pele depois da depilação, no couro cabeludo… a lista é praticamente infinita.

6 formas de usufruir dos benefícios da água de rosas

Para reduzir o inchaço dos olhos. Basta colocar um pouco de água de rosas no congelador durante meia hora e, depois, com discos de algodão, aplique nos olhos durante 10 minutos.

Para acalmar o acne e rosácea. Muitos dermatologistas (ainda) recomendam este produto tão simples para reduzir a inflamação do acne e a vermelhidão. Após a limpeza da pele, de manhã e à noite, aplique um pouco no rosto e deixe absorver.

Para refrescar e fixar a maquilhagem. Como as águas termais, pulverizar água de rosas na pele durante o dia vai refrescar, hidratar e nutrir. No fim da maquilhagem, vai também ter um efeito fixante, proporcionando um acabamento brilhante e saudável. Pode comprar uma água de rosas simples como as que se vendem nos hipermercados (ver na fotogaleria) ou fazer em casa e colocá-la num pulverizador para a usar como névoa. O site Popsugar explica como fazer água de rosas caseira.

Para complementar uma máscara. Especialmente para quem usa máscaras de tecido (como estas da Sephora), passe um disco de algodão embebido em água de rosas na pele e, de seguida, coloque a máscara. A água de rosas vai ampliar os benefícios de hidratação da máscara e a máscara vai fazer com que as propriedades purificantes da água de rosas penetrem mais profundamente na pele.

Para desmaquilhar. Há quem use como tónico, para limpar a pele no fim do desmaquilhante, mas pode mesmo ser usada com esse efeito. Para um resultado mais eficaz, quando humedecer o disco de algodão com água de rosas, coloque também um pouco de óleo de coco (pode reler o artigo que escrevemos sobre óleo de coco), misturando a água e o óleo. Vai remover eficazmente a maquilhagem e pode ser usado na pele sensível ao redor dos olhos.

Para suavizar a pele após a depilação. E isto aplica-se a mulheres e homens (no pós-barbear). Vai deixar a pele macia e hidratada e evitar irritações.

Na fotogaleria, em cima, sugerimos alguns produtos de cosmética à base de água de rosas para que volte a introduzir este ingrediente milagroso na sua rotina de beleza.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)