Boas Festas

Incenso e mirra: afinal para que servem as prendas dos reis magos?

O incenso e a mirra estão desde sempre associados aos reis magos e têm ainda propriedades que podem ser úteis nos dias de hoje: podem ser usados como repelente e acalmar dores no corpo.

A tradição de trocar prendas no Natal remonta à história do nascimento do menino Jesus em Jerusalém e das prendas que lhe foram oferecidas pelos três reis magos: ouro, incenso e mirra. Ouro é muito comum e conhecido por todos, já os outros dois, nem tanto. Afinal, quais são as utilidades de incenso e mirra e onde se podem encontrar? A BBC conta que estas duas plantas podem ser encontradas no Quénia, Iémen, Somália, e ainda em algumas partes da Etiópia, e possuem diversas utilidades, até medicinais: podem ser usadas como repelente de insetos e serpentes e também para aliviar dores no corpo.

“Cobrimos as nossas casas com estes produtos [incenso e mirra] para afastar serpentes e insetos. Também os utilizamos quando alguém está doente. Por exemplo, quando se tem dores ou quando alguém parte um braço colocamos mirra na zona afetada”, revela Hareth Hassan, proprietário de várias plantações de incenso e mirra no Quénia, à BBC.

O incenso e a mirra são vendidos com frequência nos mercados do Quénia. Na sua capital, Nairobi, está situada uma das (poucas) fábricas que existem para tratar as plantas, para mais tarde serem vendidas ao público. Sadqa Haq, farmacêutica e proprietária da fábrica, conta que a ideia de criar esta empresa deu-se há cerca de 19 anos. “O meu pai levou para casa incenso em 1997 e foi aí que surgiu a ideia de criar uma fábrica”, afirma Haq.

Apesar destas plantas serem provenientes de sítios específicos – Quénia, Somália, Etiópia e Iémen -, Sadqa Haq conta que a exportação das mesmas é feita para diversos sítios, como os Estados Unidos, Europa, Japão e Austrália.

Ainda de acordo com as declarações da farmacêutica à BBC, a maioria dos seus clientes utiliza estes produtos para tratar várias doenças e as suas propriedades medicinais estão até a ser investigadas mais pormenorizadamente nos EUA.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Cristianismo

O natal, os três reis magos e outras fantasias

Donizete Rodrigues
144

O mito dos três reis magos é apenas uma representação simbólica, um modelo explicativo de grande significado para reforçar a importância de Jesus como salvador e unificador de toda a humanidade

Economia

Produtividade: a culpa é da mão de obra?

Fernando Pinto Santos

De quem é a culpa da baixa produtividade do trabalho em Portugal? Da mão de obra? Sim, mas é só um dos fatores. Falta também maior eficiência dos fatores produtivos e maior capacidade para criar valor

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)