O edifício onde está instalada a nova DeliDelux, na esquina da Rua Alexandre Herculano com a Avenida da Liberdade, em Lisboa, pertence à marca italiana de moda MaxMara, que ali tem uma loja de bandeira desde 2013. E o que é que isto interessa para o caso? Alguma coisa. Porque, ao contrário do que é habitual, foram os responsáveis da MaxMara a identificar os potenciais inquilinos do espaço que lhes restava livre no piso térreo. Entre eles a DeliDelux, que acabou por ser submetida a uma espécie de casting. “Certo dia aparece-me o neto do fundador: um príncipe italiano, altíssimo, com ótimo aspeto. Fomos almoçar à loja de Santa Apolónia”, recorda Rui Sanches, diretor-geral do grupo Multifood, que adquiriu a DeliDelux há dois anos.

A refeição correu bem e, no final, Rui recomendou-lhe que levasse ovas de sardinha em conserva: “Expliquei-lhe que era uma espécie de caviar português.” O produto terá convencido quem de direito e a DeliDelux acabou por ficar com o espaço, que abriu portas a 17 de dezembro último. Quem conhece a casa-mãe, em Santa Apolónia, saberá, no essencial, com o que contar — uma mercearia gourmet que também é charcutaria, garrafeira e cafetaria. Aqui, porém, com um bónus: a ementa criada pelo chefe Luís Gaspar (Sala de Corte) permite que se acrescente “restaurante” à descrição.

Delidelux, Rua Alexandre Herculano. Lisboa. Photo- Paulo Barata 2017

No exterior há uma pequena esplanada que se tornará mais apetecível assim que aqueçam os dias. (foto: © Paulo Barata)

“Sem desvirtuar o conceito, achámos que seria interessante introduzir estas opções para refeições mais substanciais”, afirma Rui Sanches. Opções essas que se irão estender à DeliDelux original assim que estiverem reunidas as condições na respetiva cozinha. A ementa inclui 4 tártaros — salmão (16€), atum (17€), novilho (21€) e um ceviche (19€) — e 5 pratos principais, entre eles caril de camarão e sapateira (19€), lombo de bacalhau lascado com brás de courgette e batata (16€) ou polvinhos estufados com batata nova, feijão branco e escabeche de pimentos (19€), evolução de uma salada tépida, com os mesmos ingredientes, servida em Santa Apolónia.

E por falar em saladas, elas também têm o seu lugar na nova casa: o cliente pode combinar três das dez variedades disponíveis: das clássicas waldorf ou coleslaw, sem ignorar os super alimentos nem os casamentos geralmente infalíveis, como o bacalhau com grão, o presunto e feta com tomate seco ou o cuscuz com frango teriyaki. À falta de mesa — consta que as horas de almoço têm sido especialmente concorridas — é possível recorrer à modalidade Grab&Go, que, além de saladas, inclui ainda sopas, sumos naturais e sobremesas. “Usamos muitos dos produtos da mercearia nas receitas da carta”, refere Luís Gaspar.

Delidelux, Rua Alexandre Herculano. Lisboa. Photo- Paulo Barata 2017

O ceviche de salmão (16€) inclui puré de ervilhas, milho frito e o respetivo leche de tigre é aromatizado com coco e maracujá. (foto: © Paulo Barata)

Fora das refeições principais, destaque para a possibilidade, a qualquer hora, de compor tábuas de queijos e enchidos (de 12 a 16€), diretamente da montra de charcutaria. Mas há mais: nomeadamente menus de pequeno-almoço (de 2,5€ a 4,9€, de segunda a sexta entre as 08h e as 12h), brunch (de 14,9€ a 18,9€, aos sábados, domingos e feriados, das 09h às 13h) ou afternoon tea (todos os dias, das 16h às 19h), com opções diversas para acompanhar o ritual.

Já no que respeita à vertente mercearia e garrafeira do espaço, houve que selecionar bem os produtos exibidos. “Como esta loja é mais pequena que a de Santa Apolónia tivemos de fazer uma espécie de best of“, explica Rui Sanches. Mas com conceitos diferentes num caso e noutro. Se no que respeita à mercearia a opção foi selecionar as melhores conservas, patés, azeites, vinagres, massas, arrozes, ervas aromáticas, especiarias, bolachas, chocolates e restante doçaria, na garrafeira houve uma intenção de abrangência. “Quisemos ter todas as regiões e categorias, não apenas os melhores”, justifica o mesmo responsável. E isso inclui, até, uma pequena prateleira de vinhos naturais — biológicos e biodinâmicos — que não será de admirar que cresça num futuro próximo.

Nome: DeliDelux
Morada: Rua Alexandre Herculano, 15A (Avenida da Liberdade), Lisboa
Telefone: 21 314 1474
Horário: De segunda a sexta, das 08h às 23h. Sábados, domingos e feriados das 09h às 23h.
Site: www.delidelux.pt /facebook.com/DELIDELUX
Email: geral@delidelux.pt
Preço Médio: 20 a 25€ (almoço ou jantar)
Reservas: Só para jantar